Institucional

Com carisma e voz inconfundíveis, Davidson Silva estará no Festival Halleluya

evaldo-179Com seu recém lançado 4º trabalho, “DVD e CD Ao vivo”, Davidson Silva se apresentará no palco do Festival Halleluya, dia 23 de julho, sábado, sendo uma das mais esperadas apresentações da noite. Mostrará todo seu carisma e potência musical, encantando o evento.

Biografia

Mineiro de Belo Horizonte, Davidson herdou a musicalidade da família. O pai, seu Dimar, era trompetista da banda da cidade de Diamantina (MG). O avô era maestro. Já a mãe, dona Izaura, canta muito bem. “Ela tem uma voz linda, gosto de ouvi-la, remete-me ao tempo das serestas e rádios da época. Na família da minha mãe ainda havia uma parente que tocava e cantava num programa de rádio”, conta o cantor.

Apesar de não tocar nenhum instrumento, a veia musical é evidente e se expressa numa voz poderosa e cheia de swing. Desde criança, Davidson gostava de ouvir músicas internacionais. Pegava o que estivesse à mão para fazer de microfone e fazer caras e bocas diante do espelho, imitando os cantores da época. Certo dia, viu um coral gospel cantando num filme. A surpresa foi grande quando o adolescente se viu reproduzindo as mesmas harmonias vocais do grupo. Assim, Davidson foi descobrindo seu potencial na música. Daí a entrar para um coral foi um pulo. “Cantava no coral da igreja durante anos. Minha vontade era aparecer na TV, ser famoso e ganhar muito dinheiro. Nunca pensei em ser cantor cristão. Para mim, cantar na Igreja é só uma passagem, pois minhas referências trilharam esse caminho até o sucesso”, recorda.

No coral do Banco Central de Belo Horizonte, Davidson aguçou ainda mais suas referências musicais, executando canções folclóricas, MPB, negro spirituals, estilos com os quais se identifica até hoje. O primeiro professor foi o regente do coral, maestro Edson D’oliveira, que também dirigia o coral Bone Yesus. “Ele me ensinou fundamentos de cuidado com a voz e técnicas que carrego até hoje comigo. O coral foi a primeira escola, pois exige controle vocal. O ouvido musical a todo instante era exigido, minha voz tinha que harmonizar com todas as outras e assim produzir a beleza em grupo”, afirma.

A carreira na música católica começou em 1996. Na ocasião, foi apresentado à cantora Celina Borges, que precisava de um coral para o lançamento do seu primeiro CD, “Deixe-me nascer”. “Eu imaginava que ela poderia ser um trampolim para a carreira de sucesso com a qual tanto sonhava. Lembro que cantava aumentando o volume da minha voz para que ela me notasse”, confessa.

O lançamento foi um sucesso. Depois o grupo passou a viajar com a cantora. “Nessas apresentações experimentei algo novo na minha vida. Apesar de cantar na igreja, não tinha noção de que meu canto poderia ajudar alguém. Depois disso, fui ficando mais sensível à ação de Deus”, relembra.

Quando o coral parou de acompanhar Celina Borges, durante anos Davidson continuou contribuindo com a missão da cantora, fazendo baking vocal. No início dos anos 2000, Davidson conheceu a Comunidade Shalom, onde se encontrou em sua vocação.
O primeiro trabalho solo veio em 2005. O álbum “Águas Profundas” emplacou os sucessos “Vem, Espírito Santo”, “Me conduzirás”, “Nada nos separará”, “Com tua mão” e “Canto Novo”, além da faixa tema do disco. Com esse trabalho, o artista percorreu o país inteiro, evangelizando e ministrando o poder de Deus através das canções.

Em 2010, veio o segundo trabalho, “Tomé”. Com arranjos primorosos, o disco tem como principais destaques as músicas “Segura minha mão”, “Tomé”, “Existe um Louvor”, “Exemplo de Esperança”, a regravação do sucesso “Amar-te” mais e a faixa “Queremos te ver”, premiada no Troféu Louvemos o Senhor de Melhor Música Litúrgica, em 2011.

Em 2014, lança seu terceiro álbum: “Desperta”. Produzido por Pedro Veiga e Andre Cavalcante, o trabalho apresentou uma diferente roupagem e musicalidade, e revelou grandes sucessos, dos quais destacamos: “Confio em Ti”. As canções: “Vou Voltar”, “Sou só Teu” e a faixa que dá título ao CD, agradaram ao público do cantor.

O primeiro DVD de Davidson Silva acaba de chegar as lojas e é resultado de uma parceria da Agência GBA, com a Comunidade Shalom e a Gravadora Canção Nova. O projeto que reúne os principais sucessos da carreira do cantor, tem a produção musical de Ricardo Lopes, a direção de DVD de Tiago Benetti da Stone Entertainment e conta com a participação de cantores amigos: Tony Allysson, Adriana Arydes, Suely Façanha, Eliana Ribeiro, Bruno Faglioni, Thiago Costa, Gil Monteiro e Ana Gabriela.

Fonte: https://www.facebook.com/DavidsonSilvaOficial


Produtos Halleluya13516200_1115357231858094_7053406929898392601_n

Mochilinhas Halleluya à venda no stand no Shalom da Paz. Apenas R$ 15,00. Garanta já a sua! 😉

Não perca o maior evento de artes integradas! Não fique de fora!

Use as hastags:

#FestivalHalleluya #halleluya20anos #todomundovai #música #shows

Atenção: O evento Festival Halleluya tem entrada franca!

Liana Mesquita


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *