Formação

Como dar um bom testemunho de vida cristã?

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém, como em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra” (Atos 1:8).

comshalom

Se tem um valor que Jesus se esforçou muito para ensinar a seus ouvintes, principalmente aos seus apóstolos, foi a importância do testemunho sincero por meio da coerência de vida. Tanto que algo que contrariava muito o Mestre era a hipocrisia dos fariseus e doutores da Lei.

Veja um trecho de uma de Suas fortes lições, ensinadas a Seus apóstolos: “Quando orardes não façam como os hipócritas, pois apreciam orar em pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas, para serem admirados pelos outros. Com toda a certeza vos afirmo que eles já receberam o seu galardão. Tu, porém, quando orares, vai para teu quarto e, após ter fechado a porta, orarás a teu Pai, que está em segredo; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt 6,5-6).

O testemunho de vida era tão importante para Jesus, que Suas pregações incisivas sempre eram potencializadas por um gesto ou um ato concreto que encarnava publicamente o que ele tentava dizer com palavras. Foi assim com a passagem do lava-pés (Jo 13,1-15); com uma outra, onde apresenta uma criancinha como modelo de acolhimento do Reino de Deus (Mt 19,14); com a pecadora arrependida (Lc 7,36); com a hospedagem na casa de Zaqueu, um pecador (Lc 19,5); por fim, com a Cruz, gesto pleno de amor, onde Ele livremente morre no meu e no seu lugar (Jo 19,25-27).

Os santos entenderam muito bem essas preciosas lições do Mestre. Um deles, entre tantos que poderíamos mencionar, foi São Francisco de Assis, baluarte de nossa vocação Shalom, fundador da Ordem dos Franciscanos. O pobrezinho de Assis ensinava sempre aos confrades: “Preguem em todo tempo e lugar, se preciso for, usem também as palavras”. Na lógica de São Francisco, a pregação mais ungida e convincente é aquela
que damos com a vida.

O homem de hoje quer ver Jesus e não apenas ouvir falar Dele. Vivemos num mundo marcado por uma profunda crise de palavras. Diariamente, somos bombardeados na TV, no rádio, no celular, no computador, nos veículos de anúncios, em placas sinalizadoras etc. Até no meio religioso, muitas vezes, não é diferente. O que gostaria de dizer é que o homem de hoje está saturado de palavras, está cansado de “ouvir falar” de Jesus. O homem de hoje quer ver Jesus. Então, ele vai ver Jesus e será batizado na sua misericórdia, amor e salvação, se encontrar em mim e em você um testemunho fiel.

Atenção! Não estou falando de testemunho de perfeição, mas de luta sincera. De modo que os que se encontrarem conosco no trabalho, família, igreja, lazeres etc., possam ficar impressionados, pensando: “Fulano é tão fraco, mas tô para ver alguém que luta e se esforça com tanta sinceridade, quanto ele para amar a Deus e ao próximo”.

Veja a sua realidade de vida: profissão, relações fraternas, familiares, condição financeira, saúde, temperamento, personalidade, dons, limites etc., como oportunidades de amar a Deus, de modo que você seja para todos os que convivem a seu lado uma fiel testemunha, um grande exemplo. Atenção! Não exemplo de perfeição, pois só Deus é perfeito, mas um exemplo de alguém que se deixa conduzir pela força divina em meio às suas próprias fraquezas.

Que o Senhor nos abençoe com Seu Espírito Santo, de modo que nossa vida ordinária seja para os que convivem conosco uma pregação ungida e convincente. Ajude-me a fazer com que essas palavras iluminem outros corações, compartilhando-as com os seus contatos.
Shalom!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *