Shalom

Conheça os novos seminaristas da Comunidade Shalom

comshalom

É com muita alegria que a Comunidade Católica Shalom comunica o ingresso de 13 irmãos missionários da Comunidade de Vida, no seminário. Totalizando assim para 2018 um número de 85 seminaristas.

Para trilhar esse caminho é preciso cursar a faculdade de Filosofia e Teologia, bem como vivenciar uma formação específica neste tempo, tudo em vista da santificação própria que prepara cada seminarista para o ministério sacerdotal.

Contamos com suas orações, para que Deus envie cada vez mais boas e santas vocações.

Para conhecer mais o dia-a-dia dos seminaristas ou colaborar com seus estudos, acesse no Facebook: seminaristas shalom.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    1. Olá, Gustavo! Na Comunidade Shalom, como em qualquer instituição religiosa, temos um percurso formativo: postulantado, noviciado, primeira consagração, etc. Nesse percurso nos temos um principio: antes de querer descobrir se sua vocação é o matrimônio, celibato como leigo ou padre, é importante estar seguro de sua identificação com o Carisma Shalom. Assim sendo, só a partir da primeira consagração a pessoa pode começar a discernir seu estado de vida. Todo seminarista shalom precisa já ser consagrado, pelo menos com promessas temporárias. Com a primeira consagração e primeiro voto temporário no celibato ele inicia os estudos. Seu celibato temporário será renovado todos os anos até os votos perpétuos que se darão já próximo da ordenação.
      No caso da Comunidade de Aliança, depende muito de cada diocese. Mas há irmãos que já são seminaristas diocesanos e entram como Comunidade de Aliança, aí ele é acolhido como quem já trilha o caminho do seminário.
      Espero ter conseguido responder sua pergunta, Deus te abençoe.