Formação

De jumento em Jerusalém

comshalom

Dom Aloísio Sinésio Bohn

Como domingo de ramos inicia a Semana Santa. Jesus vai decidido aJerusalém, montado num jumento, em sinal de simplicidade e dehumildade. Os reis poderosos montavam cavalos para fazer suas guerras esubjugar os povos. Jesus vai a Jerusalém pára libertar o povo do jugodos cavalos, do jugo do mal e da morte. Não tem carros de guerra, nemexército armado. Ele vai cumprir a vontade do Pai: dar sua vida pelaredenção da humanidade.

Umamultidão aclama a Jesus como Filho de Deus e como Messias. Ramos nasmãos e mantos espalhados pelo caminho, os judeus exultam de esperançapela vinda do Reino de Deus.

Pelaprocissão dos ramos a Igreja assume hoje a exultação dos judeus peloadvento do Reino de Deus. Abençoa os ramos que o povo leva para casacomo sinal de amor e de reverência ao Salvador. É tradição em muitasfamílias que os ramos guardados em casa sejam queimados por entrepreces durante tufões e grandes perigos. Os ramos sobrantes sãoqueimados na quarta-feira de cinzas, quando o povo recebe a cinza nacabeça, como sinal de penitência: “Lembra-te que és pó e ao pó hás devoltar”.

NoBrasil acontece no Domingo de Ramos a Coleta da Fraternidade. O povodoa dinheiro para gestos de caridade e de solidariedade em favor dosmais necessitados. É a resposta ao convite de Jesus: “Em verdade eu vosdigo: todas as vezes que fizestes isto ao menor de meus irmãos, foi amim que o fizestes” (Mt 25, 40).

Durantea Semana Santa a tradição cristã aconselha um ambiente social maisdiscreto, evitando festas barulhentas, em sinal de participação napaixão e morte de Jesus Cristo. Sábado santo, na vigília pascal,celebra-se a ressurreição do Senhor. Aí sim, o povo explode em alegria,pois é a vitória do Senhor sobre o pecado e a morte. Isto ele fez pornós. É, pois, nossa vitória.

Aquivai o convite para nos unirmos de modo especial a Jesus na celebraçãoda sua paixão, morte e ressurreição. Como o reino do mal continua entrenós, é tempo de nos purificarmos, inclusive por uma boa confissãoauricular. Tempo também de sujar as mãos e de comprometer a vida pelasuperação da violência e da injustiça entre nós.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *