Notícias

Descubra quem é o jogador convocado para a Copa em Qatar que foi crismado pelo Papa Francisco

De uma forma inesperada, o atlea representa o time da Argentina.

comshalom

A história do jogador é marcada por muitas surpresas. Ainda adolescente acabou crismado por um cardeal do bairro de Boedo, em Buenos Aires, chamado Jorge Mario Bergoglio. Com  20 anos, um tumor no coração ameaçou uma carreira promissora. E atualmente, aos 27, uma lesão de um colega provocou a inesperada convocação para representar a Argentina na Copa do Mundo do Qatar.

Leia também| Saiba como é a Igreja católica no Qatar

Correa teve o nome anunciado pela Associação do Futebol Argentino (AFA) no dia 17. O atacante, que desde 2014 defende o Atlético de Madrid, entrou na vaga de Nicolás González, cortado por uma lesão muscular, segundo informação oficial da seleção alviceleste. 

Ángel Correa

O jogador argentino Ángel Corre, tem origem simples, e graças a sua fé, pode ir ao encontro do Papa para ser crismado quando jovem, passou por uma prova de fogo anos mais tarde. Durante os exames para confirmar a saída do San Lorenzo e a ida para o Atlético de Madrid, da Espanha, Correa teve diagnosticado um tumor benigno no coração.

O jogador falou sobre a Crisma, em entrevista concedida à revista ‘El Grafico‘, em 2014: Não o conheciam muito como agora. Eu tinha 14 anos, vivia no alojamento e estava trancado ali o dia todo. Vieram perguntar a mim e aos demais meninos se queríamos crismar, aí aproveitei a possibilidade. Eu e os garotos que aceitaram caminhamos uns passos até a nova capela”, disse Ángel.

Disseram que viria Bergoglio, e com o tempo me inteirei que quem me crismou era o Papa. Não podia acreditar. Há alguns anos estava conosco e agora era o Papa. Parece que dei um pouquinho de sorte para ele, não é?”, finalizou o jogador brincando.

Correa, alguns amigos do alojamento e Bispo Bergoglio (Arquivo pessoal)

O camisa 10 do Atlético de Madrid iniciou a carreira profissional no San Lorenzo, uma das equipes mais tradicionais da Argentina e o clube de coração do Papa Francisco. E o atleta não precisou de muito tempo para chamar a atenção na Europa.

O atacante foi um dos protagonistas na conquista da Libertadores pelo San Lorenzo em 2014. O atleta atuou nos jogos contra Botafogo, Grêmio e Cruzeiro, tendo marcado um gol nas oitavas de final contra os gaúchos.

Uma vida de surpresas

A história de Ángel Correa começa no problemático Bairro Las Flores, em Rosário, Santa Fé. Ele explica: “quando és de um bairro humilde tudo é mais difícil. Te colocam pra baixo, dizem que irá terminar como um drogado ou na prisão. Muitos pensavam isso e nem sempre é assim. Existem pessoas de bairro que fazem as coisas bem e provam que com esforço tudo se consegue.”

Descoberto por um olheiro e levado ao San Lorenzo, Correa aproveitou um chamado no alojamento do clube para exercer a fé. Mal sabia o jovem que aquele cardeal se tornaria cinco anos depois simplesmente o Papa Francisco, torcedor fanático da equipe de Boedo.

Angelito, como é conhecido, reconhece que não foi fácil ultrapassar tantos obstáculos, mas aprendeu a ter fé e confiar.

Via que havia muitos miúdos a jogar futebol com grande qualidade no bairro mas depois ficavam pelo caminho, ou porque eram pais cedo, ou por causa da droga, ou pelo álcool, ou por ferimentos de uma bala que os apanhou no sítio errado à hora errada. Eu tentava ficar sempre longe de todos os problemas”, afirma.

Confira|  Conheça o católico que inventou a Copa do Mundo.

Na atual temporada, o atacante fez 19 partidas e marcou 3 gols. Nas redes sociais, o jogar afirma ter o passaporte carimbado e abençoado para representar a Argentina, do Papa, na Copa Mundo do Catar. O atacante havia retornado à Argentina após ficar fora da lista de convocados , mas, diante de mais uma surpresa na vida, precisou mudar os planos para fazer parte da “Scaloneta” no Qatar. O 27º nome entrou no grupo dos 26.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado.