Institucional

Deus nos prova porque nos ama

comshalom

Experiência com Deus… Evangelização… Namoro cristão… Algum pedido que você fez a Deus e Ele te atendeu… Vocação… Experiência com os santos, com a Igreja… O comshalom.org quer saber qual é a sua história com Deus?

Todos os dias, publicamos um testemunho novo na home. O de hoje é de Késia Cristina.

Quer ter a sua história publicada aqui? Envie texto e foto para  redacao@comshalom.org e evangelize conosco.

Confira:

familia 2Somos membros com promessas definitivas da Comunidade Católica Shalom, naturais da cidade de Natal, onde conhecemos e ingressamos na Comunidade no ano 2000. Namoramos, noivamos e no casamos dentro da vocação Shalom e hoje, como família, ofertamos nossa vida com alegria a Deus, à Igreja e à humanidade.

Atualmente moramos na cidade de Santos, no Litoral Paulista, por motivos de trabalho. A missão mais próxima é Santo André (SP), que fica a 61,7 Km de Santos. A Missão é composta só por membros da Comunidade de Aliança. Este tempo tem sido muito rico para nós, por vocação somos missionários e nosso lema para este tempo é “Subirei as montanhas se preciso for, pra te seguir, Senhor”. Temos duas filhas: Ana Beatriz, que completa 10 anos no dia 4 de novembro de 2014, e Isabela, que tem 6 anos. Testemunhamos o poder de Deus, que prova aqueles que Ele ama.

Em 2004, chegávamos à cidade maravilhosa, Rio de Janeiro, onde moramos por oito anos. Neste mesmo ano, como presente e cumprimento das promessas de Deus, eu engravidei. Logo consagramos a criança a Nossa Senhora. Foi uma gravidez saudável e sem nenhum problema. Descobrimos que teríamos uma menina e, quando rezávamos para discernir seu nome, nosso coração ficou inquieto, e entre vários, o escolhido foi Ana Beatriz. Este, sim, nos deixou com o coração pacificado. Somente depois da prova, entenderíamos o real significado desse nome, pois ANA BEATRIZ significa “ressureição”. Um outro significado de ANA tem origem hebraica, e quer dizer “cheia de graça” = Alegria. BEATRIZ tem origem latina, que significa “aquela que faz os outros felizes”.

Éramos discípulos de segundo ano. Como todo discípulo segue o Mestre, fomos provados na dor e no amor. Vivemos uma grande provação que nos fez amadurecer e enxergar a bondade de Deus de maneira muito concreta. No dia 4 de novembro de 2004, Deus nos presenteou com uma pequena flor. Ela nasceu com Apgar 0, Asfixia Perinatal, com quadro convulsivo ainda na sala de parto, convulsão por evento hipóxia – Síndrome hipóxia – isquêmica. Como o cérebro não oxigenou, as sequelas seriam sérias, ela ficou na UTI neonatal e lá teve cinco paradas cardíacas. Ainda me lembro da equipe médica que nos dizia que a chance de vida seria mínima e perguntava se estaríamos preparados para recebê-la com sequelas como não enxergar, não falar, não se mover, não andar. Nossa resposta foi precisa ao dizermos aos médicos que “sim, ela é nossa filha!”

Movidos por uma graça sobrenatural e uma Fé que nos fez acreditar que nossa filha viveria, passamos longos dias naquele hospital, sustentados por Deus, pelas orações dos irmãos da Comunidade. Nesse tempo, éramos da Missão do Rio de Janeiro e com esta provação vivida em Comunidade colhemos frutos concretos na missão.

Vivenciamos, experimentamos e tocamos de maneira concreta no MILAGRE. Gradativamente, ela saía dos aparelhos que a faziam respirar e, para a glória de Deus, teve alta. Para a surpresa dos médicos, não teve nenhuma sequela. É uma criança saudável, comunicativa, alegre, criativa, dança, canta, fala e muito, anda, corre, reza, brinca.

Realmente, ela nos faz felizes demais, e nos revela a alegria do Ressuscitado que passou pela cruz, que veio nos ensinar com seu sorriso generoso e seu coração sensível, a perceber que a vida vai muito além do que imaginamos. Uma menina doce, despojada e feliz, que com sua vida nos mostra diariamente que para Deus nada é impossível.

Finalizo aqui minha partilha. Sei que este milagre não é só nosso, mas da Igreja, da Comunidade, do mundo. Deus tudo pode. E que vale a pena tudo dar, tudo ofertar. Este é o sentido das nossas vidas: a Oferta.

Shalom!

Késia Cristina C. Oliveira, membro da Comunidade de Aliança Shalom, casada com Gleidson Vicente de Oliveira, também membro da Comunidade.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *