Mundo

Dia da saúde: por que não mais um dia para ser cristão?

comshalom

Na minha mesa tenho um calendário que ganhei de uma empresa. Todo ano a mesma coisa. Vários brindes, vários calendários. Escolhi um com umas folhas ilustradas para representar todas as aquisições desse ano. Num momento de pausa esta manhã passei o olho pela mesa e deti no calendário. Pousando meu olhar sobre datas vi que hoje não é apenas mais uma sexta-feira, não, ela é dedicada a algo. Dia mundial da saúde. Está lá escrito.

Eu tenho um amigo que todo começo de ano ele marca o seu calendário . Ele diz que é para valorizar os melhores dias do ano. Várias datas cristãs, Festas, solenidades, dias de santos estão marcados. Achei bacana e fiz isso no meu também. Marquei as cristãs e também, uns aniversários e dias legais.

Quando vi a bendita data pensei: Essa sexta-feira é um dia importante. Um dia bem cristão se pensarmos bem. Não marquei no meu calendário, mas dediquei tempo e ideias nela.

Jesus se preocupava com a saúde de quem o seguia, de quem o procurava. Jesus era um hospital itinerário. Quantos e quantas encontraram além da cura da alma a cura do corpo? Muitos! Muitos mesmo. Na verdade, uma cura levava à outra. De cegos, surdos, paralíticos surgiam não apenas homens que viam, escutavam ou andavam, mas homens e mulheres de fé.

Fazendo um paralelo com a época de Jesus e o tempo presente no que diz respeito à saúde, me lembrei logo da epidemia de hoje. O tal do mosquito. Ele e as filhas. Dengue, Zika, Chikungunia. Se Jesus estivesse em nosso meio como estava na Galileia (se bem que está, na Eucaristia, mas falo, tipo andando mesmo, suado, no meio do povo ) um monte de gente com os “sintomas do mosquito” se apresentaria com certeza.

“- O que queres?

-Me cura da Chikungunia”.

E veríamos o milagre. Ia ser algo assim.

Vários ao meu redor estão assolados por alguma destas enfermidades. Estou quase me sentindo o estranho da turma por não estar com os pés inchados ou com manchas. Brincadeiras à parte, isso é algo muito sério. Pessoas podem perder a vida. Por isso falava que esta é uma data que não foge à vida do cristão. O Mosquito pode ser evitado. Tomar as medidas necessárias é se preocupar como bem estar e a vida do próximo. Isso é evangélico. Aproveitemos esse dia para tomar atitudes simples que podem evitar consequências drásticas. Ver onde há água parada, lixo, pneus, essas coisas que a gente sabe mas prefere fingir que não viu ou que resolvemos deixamos para depois.

Minha pausa estava quase acabando e tinha que retornar às atividades. Mas, antes, fui ser cristão e ver se havia algum foco do mosquito onde eu estava. Voltei, me sentei e resolvi marcar aquela data. Não por ser um dia especial, mas para que eu não esquecesse que posso ajudar e até salvar muitos com atitudes bem simples. Feliz dia mundial da saúde.

Guilherme Rocha


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *