Institucional

“…E lhe disse: ‘Saia da sua terra e da sua família e vá para a terra que eu vou lhe mostrar.”

comshalom

mtTestemunho de Mateus Rodrigues, jovem em Missão natural de Patos/PB em Belém do Pará.

“Bem, desde quando entrei no Shalom, Deus sempre deixou bem claro que um dia iria em missão…

Mas antes de contar a minha História, queria leva-los a contemplação do meu presente, posso dizer a vocês com toda a certeza: eu sou o jovem mais feliz que conheço, não por mim mesmo, mas porque encontrei um tesouro e logo que o encontrei quis que meu coração estivesse com ele, e esse tesouro é a vocação Shalom.

Nunca fui de igreja, e logo após a separação dos meus pais em 2005, com 10 anos, fui conduzido a uma solidão que eu disfarçava bem com uma alegria vazia, neste período dos 11 aos 15 anos fui provando de várias coisas que só me levavam a um vazio maior ainda, e ainda dizia ser ateu.

Minha história no Shalom começou no segundo semestre de 2010, por volta do mês de setembro quando comecei a ir para uma noite de adoração que acontecia nas quintas feiras, mesmo sem nenhuma noção do que acontecia ali fui sendo conduzido a um Shalom, que me conduzia a uma sede de Deus e da sua Paz.

Nesse mesmo ano o Shalom fazia um retiro de Crisma lá da Paroquia, mesmo sem participar da crisma acabei indo para o retiro depois do convite de um amigo meu, Leonardo, o qual toda quinta ia à minha casa me buscar para a adoração, logo após esse retiro comecei a participar do grupo de oração, no ano seguinte, na época de carnaval, estava sendo realizado o ACAMP’s, chamei minha galera e fomos todos, foi muito massa e foi crescendo em mim um desejo de mais, eu queria mais Deus.

Mas sem a formação necessária, e sem estar fundamentado em Deus e na doutrina da igreja, fui me perdendo mesmo estando no Shalom, ainda ia para festas do mundo, ficava com algumas meninas, e coisas deste tipo.

O divisor de águas na minha vida vocacional foi o Renascer de 2012, onde pude provar da ressurreição de cristo na minha vida que me levava a um êxodo da minha situação de mornidão a parresia dos filhos de Deus, que não tem outro desejo a não ser dar tudo a Deus, e neste renascer tive a certeza que era Shalom.

Neste mesmo ano de 2012 fiz o plantão vocacional, mas não entrei, minha resposta veio para que eu me aproximasse mais da Comunidade de Vida, no ano seguinte (2013) entrei no vocacional, depois e poucos acompanhamentos no dia em que estava disposto a tocar no assunto de partir em missão com o meu acompanhador, por providência o meu acompanhador também ia tocar no assunto.

Quando estava preenchendo o meu questionário para jovem em missão pedi uma passagem a deus e ele me deu At 7,3 (“E lhe disse: ‘Saia da sua terra e da sua família e vá para a terra que eu vou lhe mostrar”) onde falava exatamente de partir em missão, depois de um tempo na casa comunitária em oração abri a bíblia e comecei a falar com Deus se era vontade dele que eu partir em missão, para minha surpresa o vento começou a passar as folhas da bíblia e parou exatamente em At 7,3, isso para mim foi a certeza de que era vontade de deus que eu fosse em missão.

Para eu partir em missão é simplesmente responder a um apelo de amor que é feito por um Deus que é pobre e humilde.”

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *