Notícias

Emmir Nogueira fala sobre o caminho para o céu e explica como fugir da tibieza

A cofundadora falou sobre o caminho para o céu na Missão Shalom em Recife – PE. Ela ainda mostrou ainda as ferramentas para fugir da tibieza.

comshalom

Na quarta-feira, 25, a Missão Recife teve a graça de receber a visita da cofundadora da Comunidade Católica Shalom. Emmir Nogueira pregou no auditório do Colégio Damas, bairro das Graças, em uma noite especial e cheia de emoção para todos que fazem parte da Missão. Era visível a alegria nos olhos tanto dos mais antigos da Comunidade, quanto dos que estão iniciando sua caminhada na Obra.

“Quem se abandona nas mãos de Deus vai ganhar a própria vida, porque quem dá a vida é Deus. Nós somos criados para o Céu e não viver para o Céu é ser infeliz.”, exortou Emmir. “Ser infeliz não é não ter sucesso, ser infeliz não é estar doente, ser infeliz não é arranjar aquele marido, aquela esposa, ser infeliz é não amar a Deus acima de todas as coisas. Ser infeliz é não caminhar para o céu”, continuou.

A cofundadora falou sobre o caminho para o céu convidando os irmãos a decidirem novamente por este céu e pela graça de Deus que nos conduz a ele. “Nós somos chamados a amar em primeiro lugar a Deus e é esse amor que nos garante o céu, o resto passa. Se eu amo a Deus, não ando me distraindo com tudo, desde o WhatsApp até a vida do outro, se eu amo a Deus, não fico me distraindo com os meus pensamentos, com as minhas preocupações, como se eu fosse o salvador do mundo, se eu amo Deus eu vou estar pronto para receber a graça de Deus que me salva. Não sou eu que “me salva”, é Deus que me salva, mas a graça supõe a natureza. Deus me salva, mas eu só acolho a salvação se eu corresponder ao amor de Deus”.

Ferramentas para fugir da tibieza

Emmir mostrou ainda as ferramentas para fugir da tibieza. “É necessário a oração, a adoração, a missa, a penitência, a caridade, a esperança, a fé, a humildade, a obediência às autoridades e a Deus, porque isso que nos faz parecidos com Nossa Senhora, parecidos com Jesus”.

“O demônio foge do humilde, mas está ‘em casa’ com o soberbo. Estamos vivendo uma batalha espiritual e somos nós quem determinamos quem vai vencer a batalha da nossa vida. Se eu não rezar eu corro um grande risco de confundir a voz do diabo com a voz de Deus. Maria pediu a Deus que a escondesse de tudo, de todos, inclusive dela mesma e devemos pedir o mesmo”, disse a cofundadora.

“Carregar com amor a nossa cruz, dizer ‘Senhor, eu sou fraco, ou você vem e me ajuda ou eu não vou conseguir’. O Senhor voltará, e aqueles que tiverem usado a sua vida, a sua natureza para corresponder à graça de Deus, o Senhor vai poder primeiro dar uma vida plena e segundo dar o céu.”, concluiu.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *