Notícias

Empresa resgata o uso das Pinças Eucarísticas

Instrumento é utilizado em tempos de pandemia

comshalom

A Desta, empresa italiana de material litúrgico, resgatou o uso e fabricação das Pinças Eucarísticas, instrumentos utilizados no período de pestes para auxiliar na distribuição da Sagrada Comunhão de forma segura e digna. O Governo italiano havia sugerido a distribuição das hóstias consagradas em sacos plásticos individuais, o que foi rechaçado pela Conferência Episcopal Italiana -CEI.

Contudo, o protocolo sobre a retomada das celebrações litúrgicas, assinado entre o Governo e a CEI em 7 de maio de 2020, no parágrafo 3.4, sublinha a necessidade de que, durante o rito da comunhão, a partícula consagrada seja pelo celebrante ou por qualquer ministro extraordinário oferecido “sem que entre em contato com as mãos dos fiéis”. Foi para atender a essa necessidade de natureza sanitária que a  empresa Desta, líder na produção de móveis litúrgicos e vestimentas sagradas, oferece “pinças eucarísticas”.

As pinças eucarísticas têm, acima de tudo, um significado litúrgico, tanto na dignidade do sacramento que, no período medieval, na corte papal de Avignon (século XIV), entre os instrumentos litúrgicos existem também “pinças” para transferência as hóstias consagradas, cuja utilização está reservada para prelados e tendo as mais diversas denominações: fórcipes , tenáculos , furcheta.

Além de um significado litúrgico, essas pinças, ao longo da história da Igreja, desempenham uma importante função de prevenção da saúde em tempos de pestilência, hanseníase e epidemia. Para evitar o contágio e, ao mesmo tempo, não deixar que os fiéis percam o consolo da Eucaristia, nascem pinças e colheres eucarísticas de vários comprimentos.

(Com confirmação da Empresa Desta)


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *