Formação

Eu sou a porta…

comshalom

 "Eu sou a porta. Quem entrar por mimserá salvo; poderá entrar e sair, e encontrará pastagem" (Jo 10,9).

 Paraaqueles que escutavam Jesus, a imagem da porta era familiar: vinha desde osonho de Jacó e de Jerusalém das portas antigas, que Deus ama de modo particular.

 Mas aspalavras que Jesus faz suas, dando-lhes uma nova plenitude de significado, sãoas do Salmo 118, 20: «Esta é a porta de Iahweh: os justos por ela entrarão».Ele é a porta da salvação, que introduz às pastagens onde os bens divinos sãolivremente oferecidos. Ele é o único mediador e por meio dele os homens têmacesso ao Pai. «Ele é a porta do Pai — diz Inácio de Antioquia — através daqual entram Abraão e Isaac e Jacó e os profetas e os apóstolos e a Igreja».

  Eu sou a porta….

 Sim, aimagem da porta devia penetrar no coração dos judeus que, ao cruzar a porta daCidade Santa e a do Templo, tinham a sensação da unidade e da paz, ao mesmotempo que os profetas faziam sonhar com uma Jerusalém nova, de portas abertas atodas as nações.

 E Jesusse apresenta como aquele que realiza as promessas divinas e as expectativas deum povo cuja história está toda assinalada pela aliança com o seu Deus, jamaisrevogada.

 Aidéia da porta se assemelha e se explica muito bem com a outra imagem usada porJesus: «Eu sou o caminho. Ninguém vai ao Pai a não ser por mim». Portanto, eleé verdadeiramente um caminho e uma porta aberta ao Pai, ao próprio Deus.

  Eu sou a porta….

 O quesignifica esta Palavra concretamente na nossa vida?

 Sãomuitas as implicações que podemos deduzir de outras passagens do Evangelho quetêm relação com o trecho de João, mas entre todas vamos escolher a da “portaestreita” através da qual é necessário se esforçar para entrar a fim de teracesso à vida.

 Porque esta escolha? Porque nos parece ser aquela que talvez mais nos aproxima daverdade que Jesus disse sobre si mesmo e que mais nos ilumina sobre comovivê-la.

 Quandoé que ele se torna a porta escancarada, plenamente aberta à Trindade? Nomomento em que, para ele, a porta do céu parece fechar-se, ele se torna a portado Céu para todos nós.

 JesusAbandonado é a porta através da qual se realiza a comunicação perfeita entreDeus e a humanidade: tendo-se feito nada, une os filhos ao Pai. Ele é aquelevazio – o vão da porta – por meio do qual o homem entra em contato com Deus eDeus com o homem.

 Ele é,portanto, ao mesmo tempo a porta estreita e a porta escancarada, e nós podemosfazer essa experiência.

  Eu sou a porta….

 Jesusno abandono se fez para nós acesso ao Pai.

 Aparte dele está feita. Mas, para desfrutar de tamanha graça, também cada um denós deve fazer a sua pequena parte, que consiste em chegar até aquela porta eem atravessar para o outro lado. De que modo?

 Quandoa desilusão nos surpreende ou somos feridos por um trauma, ou por uma desgraçaimprevista, ou por uma doença absurda, podemos sempre nos lembrar da dor deJesus que personificou todas essas provações, e uma infinidade de outras mais.

 Sim,Ele está presente em tudo aquilo que tem a ver com a dor. Cada sofrimento nossoé um nome dele.

 Procuremos,então, reconhecer Jesus em todas as angústias – nos apertos da vida –, em todasas escuridões, nas tragédias pessoais e dos outros, nos sofrimentos dahumanidade que nos rodeia. Todos os sofrimentos são Ele, porque Ele os tornouseus. Bastará dizer-lhe, com fé: “És tu, Senhor, o meu único bem” (cf. Sl15[16],2). Bastará fazer algo de concreto para aliviar os sofrimentos dele nospobres e nos infelizes, para ultrapassar a porta e encontrar do outro lado uma alegria,antes jamais experimentada, uma nova plenitude de vida.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *