Institucional

“A evangelização deste tempo é um grande desafio”, diz Dom Rino Fisichella

comshalom

Na sua passagem pela Diaconia, sede governamental da Comunidade Católica Shalom, Dom Rino Fisichella, presidente do pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, concedeu uma entrevista para os meios de Comunicação da Comunidade (Rádio Shalom 690 AM, Portal Comshalom e Fazendo Barulho). O arcebispo falou sobre os desafios da evangelização e os meios necessários para que o anúncio do Evangelho seja mais eficaz. Confira a entrevista na íntegra:

Rádio Shalom: Nós sabemos que o Papa Francisco nos pede ousadia e alegria para a evangelização, mas o que a igreja pensa mais ainda para a evangelização deste tempo?

Dom Rino: A evangelização deste tempo é um grande desafio. É o desafio que a igreja acolheu com o ensinamento de São João Paulo II, com ensinamento do papa Bento XVI e agora com a provocação cotidiana do papa Francisco para que a igreja viva “em saída”, para que mude a própria mentalidade, tire toda forma de burocracia presente na nossa vida cotidiana para recuperar a dimensão de humanidade, a dimensão de relacionamento pessoal.

Logo, a evangelização no mundo de hoje é o anúncio do Evangelho de Jesus Cristo que é sempre o mesmo, ontem, hoje e sempre. Mas nós devemos fazer isso com maior convicção e sempre sabendo que, na medida em que nós anunciamos o evangelho, tornamos credível também o estilo de vida dos cristãos.

A igreja é aquela que Jesus quis. Jesus quis a sua igreja para que continuasse a proclamar o Evangelho, isto é, a bela notícia que ele trouxe ao mundo. A igreja precisa ter o rosto de Cristo, não pode ter um outro porque traz si mesma, em seu rosto, a própria imagem de Cristo.

Logo, a igreja de Cristo que continua a viver na história dos nossos dias. Portanto, esta é uma igreja que é chamada a ser cada vez mais aquela presença de Deus que se realiza em um povo, um povo que é preenchido tantos dons, de tantos carismas. É preciso ser capaz de colher a presença do Espírito que dá os seus carismas a sua igreja para que possa dar uma resposta a cada homem, a cada mulher, que vive no mundo contemporâneo. Porém, esta é também a igreja que deve olhar para o futuro, não somente o presente. É uma igreja que não deve viver de nostalgia pelos tempos passados. É uma igreja que não deve viver de utopia pensando a metas que não poderão jamais ser atingidas. É uma igreja chamada a viver o presente que lhe é dado lendo os sinais dos tempos, que são sinais de amor que Deus dá ao mundo, e buscar fazer destes sinais uma vida vivida no amor e na misericórdia.

Rádio Shalom: Qual a importância dos meios de comunicação para a Nova Evangelização?

Dom Rino: Os meios de comunicação são decisivos em um período como o nosso. No entanto, a expressão “meios de comunicação” não me convence. Não estamos somente falando de “meios”, estamos falando de uma nova cultura que é a cultura da comunicação, a cultura digital. É a cultura que cria, criou, está criando (e no futuro ainda mais) novas linguagens e quando mudamos as linguagens mudamos em consequência os comportamentos.

Logo, a comunicação é decisiva pois, no momento em que novas linguagens suscitam novos comportamentos, apresentar a vida nova do Evangelho que nos vem com o batismo (porque no batismo recebemos uma vida nova), torna-se verdadeiramente a capacidade de confrontar-se com a nova cultura, as novas linguagens, mas também com o próprio conceito de “verdade” que está contido nestas linguagens.

Logo, a nova evangelização exige de si mesma a capacidade de entrar nesta nova cultura, de fazer-se presente, de compreendê-la, de verificar os aspectos positivos e os limites que estão presentes nesta cultura, e, na medida do possível, transformá-la à luz do Evangelho.

Portal Comshalom: A Comunidade Shalom está completando 35 anos, qual a importância de todos irem para Roma, para a Convenção em setembro?

Dom Rino: O Shalom tem um grande dom que lhe foi dado e é o dom de dedicar-se, alma e corpo, completamente à evangelização, sobretudo dos jovens. É por isso que o Shalom tem a responsabilidade de saber corresponder a este pedido que a Igreja lhe faz e que a Igreja reconheceu. Portanto, nas diversas expressões da vida da Comunidade Shalom, encontramos aquela que é  a própria experiência que a igreja deve cumprir: uma igreja que contempla o seu Senhor, uma igreja que O súplica, uma igreja que O anuncia e que vive deste anúncio.

Ping-pong:

Um santo: o que vive o Evangelho a cada dia.

Um documento do magistério: Dei Verbum

Uma virtude: amor

Um livro: o meu (risos)

Uma passagem bíblica: seriam tantos… como diria somente uma passagem bíblica? Uma passagem: João 15: “não vos chamo mais servos, vos chamo amigos”.

Uma esperança: que a igreja possa ser unida, santa, católica e apostólica.

No final da entrevista, Dom Rino deu uma bênção a todos os profissionais dos meios de comunicação da Comunidade Shalom.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *