Formação

Existe um segredo para mergulhar de verdade na oração?

Cristãos do mundo todo que rezam desejam melhorar na vida de oração estão sempre à procura da resposta a essa pergunta.

comshalom

Quando falamos de oração pensamos na oração pessoal, aquela que fazemos diariamente com Deus no segredo do nosso coração. Cada pessoa pode responder a essa pergunta sob vários pontos de vista.

Por exemplo:

– Uns dirão que o segredo está na técnica, afinal oração é também uma arte, algo que se cresce com o tempo e se pode sempre aprender; Para outros, o segredo está na espontaneidade, que qualquer tipo de técnica ou de oração escrita ‘mata’ a oração; Ou ainda que o segredo está no local que se reza, precisa ser confortável; Ainda há quem diga que o segredo é o silencio, não falar nada e ouvir muito etc.

Mas, afinal, onde está esse segredo? Todas as afirmações acima não deixam de ser verdadeiras, cada uma traz um pouco da resposta, mas ainda não chegamos lá!

O que é oração?

Para descobri-lo precisamos refletir um pouco sobre o lugar que a oração ocupa na revelação cristã. Primeiro é importante entender que oração não é uma exclusividade cristã, todas as religiões falam dessa realidade, alguns a chamam de meditação, de prece, de união com a divindade, conversa mental, união etc.

O ponto em comum em todas as religiões, nesse aspecto, é o fato de que todos entendem a prática oracional como a busca de uma realidade superior além do próprio homem! Dentro de si ou fora de si.

Para nós cristãos, sempre em nós e fora de nós! O fato de todas as tradições religiosas falarem dessa realidade também reforça a percepção de que o homem tem uma necessidade profunda de alimentar sua alma e de que as realidades materiais não são capazes de preencher sua fome de infinito!

Como nos disse Santo Agostinho: “Senhor, tu nos criaste para ti e inquieto estará o nosso coração enquanto não repousar em ti!” Para termos uma ideia da importância da oração para a fé católica, o Catecismo da Igreja é dividido em 4 grandes partes: A profissão da fé, celebração do mistério, vida em Cristo e a quarta parte é exatamente sobre a oração cristã. Ou seja, não é um tema de menor importância.

De onde procede, no homem, a oração?

Para designar o lugar de onde brota a oração, as Escrituras falam às vezes da alma ou do espírito ou, com mais frequência, do coração (mais de mil vezes).  É o coração que ora. Se ele estiver longe de Deus, a expressão da oração será vã.

O coração é a morada onde estou, onde habito. É o nosso centro oculto, inapreensível, quer para a nossa razão quer para a dos outros: só o Espírito de Deus é que o pode sondar e conhecer. (Cat 2563)

É o lugar da decisão no mais profundo das nossas tendências psíquicas. É a sede da verdade, onde escolhemos a vida ou a morte. É o lugar do encontro, já que, à imagem de Deus, vivemos em relação: é o lugar da aliança.

Portanto: O lugar de encontro com Deus é o nosso coração. Isso não quer dizer que não oremos com outras dimensões de nosso ser, como nosso corpo, nossos afetos, nossas paixões, nossa memória, pois como o catecismo também afirma, é o homem todo que ora! o local especial do encontro, porém, é em nosso coração.

Nesse ponto, e em outros, a oração cristã começa a se diferenciar das outras tradições de oração que existem em outras religiões. Para nós oração é um encontro, ou seja, é um diálogo que supõe INTERAÇÃO ENTRE DOIS SERES LIVRES.

Deus e eu, eu e Deus!

O Cristianismo é a única religião do mundo que fala de um Deus pessoal que se revelou ao homem, que se encarnou! Para nós Deus não é uma ‘energia cósmica’, ou um ‘ser impessoal’, uma força, ou, menos ainda, uma ‘projeção de nosso desejo infantil de proteção’.

Deus veio ao mundo em Jesus Cristo para nos revelar quem é para que soubéssemos quem somos! Ele é amor e por ser amor em sua natureza e essência deseja ter conosco uma relação intima de amor e amizade.

Foi dele a iniciativa de nos atrair para ele! O desejo que temos de o encontrar é apenas um reflexo do desejo que o próprio Deus tem de nos encontrar.

O Catecismo nos diz:

É Deus quem primeira chama o homem. Muito embora o homem se esqueça do seu Criador ou se esconda da sua face, corra atrás dos ídolos ou acuse a divindade de o ter abandonado, o Deus vivo e verdadeiro chama incansavelmente cada pessoa ao misterioso encontro da oração. (Cat. 2567)

Na oração, é sempre o amor do Deus fiel a dar o primeiro passo; o passo do homem é sempre uma resposta. À medida que Deus Se revela e revela o homem a si mesmo, a oração surge como um apelo recíproco, um drama de aliança. Através das palavras e dos atos, este drama compromete o coração e manifesta-se ao longo de toda a história da salvação. Aqui tocamos no segredo! Orar é um encontro entre duas liberdades movidas pelo amor!

Intimidade na vida de oração

Nesse ponto aqui podemos recordar o que nos disse Santa Teresa falando sobre oração (Livro da Vida 8,5)

«A oração é um trato de amizade, estando, muitas vezes a sós, com Quem sabemos que nos ama» Logo, a oração é um estar em presença, «olhar e deixar-se olhar», «não é questão de pensar, mas de amar! »

Para existir uma verdadeira amizade é preciso alguns passos:

A escolha mútua! não se leva adiante uma amizade quando se escolhe uma pessoa sem que ela também o tenha escolhido. Preciso escolher e ser escolhido!

A abertura recíproca, pois, a amizade é doação de si ao outro ao mesmo tempo que o acolhe. Honestidade. Para Santa Teresa a verdade é fundamental na relação de amor que acontece na oração. Fidelidade. Sabemos que, da parte de Deus, isso nunca faltará, e será Sua fidelidade para conosco que nos ensinará a sermos fiéis a Ele.

Não há como ter oração de verdade se não me deixar escolher por ele! Para isso, preciso ter meu encontro pessoal com Jesus Cristo, ele precisa sair dos livros, das canções e da bíblia e tocar minha vida, sem esse encontro pessoal, corro o risco de entender a oração como algo que eu faço e não uma RELAÇÃO de amizade, como nos definiu Santa Tereza De Avila.

Para Santa Teresa, Deus não era uma ideia nem um legislador que impunha uma série de leis e obrigações a serem seguidas, mas alguém a ser amado e conhecido!

“Quando a alma está verdadeiramente ferida pelo amor de Deus, desvencilha-se sem nenhuma dor do amor das criaturas, isto é, ela não se sente prisioneira de nenhum afeto. Sem dúvida, a isso não se pode chegar sem o amor de Deus, porque as coisas criadas, se muito desejadas, causar-nos-iam sempre algum sofrimento, especialmente se quiséssemos abandoná-las, ao passo que, se o Senhor se apoderasse duma alma, esta acabaria dominando todas as criaturas”.

Na oração verdadeira eu não converso comigo mesmo nem com uma ideia impessoal, mas com um ser pessoal, vivo!

Foi assim com os Apóstolos e com todos os homens e mulheres na história da Igreja que fizeram diferença no mundo! Cada um de seu jeito, em seu tempo e contexto histórico, com idades diferentes, homens e mulheres, de todos os continentes e estados de vida. Jesus não era para eles uma ideia religiosa, mas uma pessoa!

Escola de Líderes 2021

É esta a proposta da próxima Escola de Líderes Shalom latino-americana, aprofundar exatamente esse segredo!

Teremos dois fins de semana, os dois últimos de janeiro do próximo ano, onde vamos mergulhar na oração enquanto encontro com Jesus Cristo vivo e ressuscitado!

Teremos mais de 10 pregadores, inclusive bispos e sacerdotes, aprofundando para nós o mistério da oração. Serão dias inesquecíveis!

>> A próxima edição da Escola de Líderes já tem data marcada

As inscrições serão abertas agora em novembro, iremos divulgar em breve. Fique atento.

Vamos terminar essa rápida reflexão sobre o “Segredo da oração” lendo uma das mais arrebatadoras orações escritas por um homem que teve um encontro pessoal com Jesus Cristo, cujo encontro mudou definitivamente sua vida e a vida da própria Igreja: Santo Agostinho.

“Tarde Te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova… Tarde Te amei! Trinta anos estive longe de ti. Durante esse tempo, algo se movia dentro do meu coração… Eu era inquieto, alguém que buscava a felicidade, buscava algo que não achava…

Mas Tu Te compadeceste de mim e tudo mudou, porque Tu me deixaste conhecer-Te. Entrei no meu íntimo sob a Tua Guia e consegui, porque Tu Te fizeste meu auxílio.

Vi dentro de mim a Luz Imutável, Forte e Brilhante! Quem conhece a Verdade conhece esta Luz. Ó Eterna Verdade! Verdadeira Caridade! Tu és o meu Deus! Por Ti suspiro dia e noite desde que Te conheci. E mostraste-me então quem eras. E irradiaste sobre mim a Tua Força dando-me o Teu Amor!
Santo Agostinho, Confissões

 

Serviço

Escola de líderes latino-americana 2022

Quando: janeiro de 2022

Participe do grupo no Telegram

Em breve inscrições e maiores informações 

Carmadélio Sousa

Assistência de Formação

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *