Formação

Fazei tudo o que Ele vos disser

comshalom

Logo depois da Epifania temos o Batismo de Jesus, um dos momentos mais importantes da vida de Jesus. É no batismo que ele é consagrado pela força do Espírito Santo na sua missão de revelador do mistério do Pai, missionário da verdade. Nunca podemos esquecer a voz que se ouve no momento em que Jesus é batizado: “este é meu Filho muito amado, escutai-o!”
A Beata Elisabete da Trindade, uma mística carmelita descalça que quem neste ano passado celebramos o centenário de sua morte (1880 – 1906), na sua oração dirigida à Santíssima Trindade, dirigindo-se ao Verbo eterno, Cristo diz: “quero passar a vida inteira a escutar vós!” É na escuta de Jesus que a nossa vida se faz nova, e sempre por Ele somos chamados a uma permanente transformação, uma conversão que nunca tem fim porque sempre teremos algo para mudar o nosso caminho.
O texto das bodas de Caná (Jo 2, 1-11), onde Maria e Jesus se encontram preocupados pelo bem dos outros e unidos para aliviar os sofrimentos da humanidade, nos é transmitido somente pelo evangelista João. Eu gosto imensamente das bodas de Caná. É algo que cala profundamente no meu coração e que gostaria que todos nós amássemos este episódio com muito carinho especial.
É uma festa de casamento. Na vida da maioria das pessoas o casamento é a festa mais importante e o sacramento do amor que mais revela o amor infinito de Deus. É o encontro e consagração recíproca de dois corações que se amam e que se decidem dar-se totalmente um ao outro. Na festa de casamento nunca pode faltar nem Deus nem a Virgem Maria nossa mãe. Presenças portanto marcantes e que tem um significado grande para nós. João narra com simplicidade, e nos diz que Maria “foi convidada”. Os olhos de Maria-mãe estão atentos a tudo, contemplam, olham para ver se tudo está pronto e se nada falta. Os olhos de Maria, olhos de amor, embora ela não fosse a responsável da festa, percebem que falta o vinho. Ela não cruza os braços, não faz de conta que não vê, não se esconde do seu intimismo. Mas ela toma as providências. É esta mensagem que devemos aprender nas bodas de Cana na Galiléia.
Na escola de Maria somos contemplativos de olhos abertos e não de olhos fechados. Se Maria estivesse toda “abismada em Deus,” olhos fechados, não teria visto que faltava vinho. Quem reza como quem vive preocupado consigo mesmo não vê o que falta ao seu redor. É necessário que na vida, que é festa mas não somente nossa mas de todos, estejamos sempre prontos para perceber o que está faltando para que a festa seja completa. Maria comunica Jesus. É a oração de intecessão. Suplica, pede, intercede, mas não obriga Jesus, não impõe. São João da Cruz diz que a mais bela oração não é pedir, mas sim apresentar as nossas dificuldades. Deus, que vê a nossa situação, virá em nosso socorro.
Como é maravilhosa, delicada, mas também firme a resposta de Jesus: “que temos nós com isso? A minha hora ainda não chegou!” Jesus quer manifestar assim que seria necessário esperar o momento certo, a “hora não chegou”. Maria tem um convite a fazer a todos nós: “fazei tudo o que ele vos disser!”
Esta docilidade de Maria diante do projeto de Deus apressa o tempo de Jesus e ele opera o milagre. Transforma a nossa água, a nossa humanidade no vinho novo da graça e do amor. Se nos deixarmos transformar por Deus, tocar pelo seu amor, nunca faltará o vinho do amor na festa da vida. Qual é o vinho que falta na festa de hoje? Da fé, do amor, da solidariedade, do perdão? E o que você faz para que isto não aconteça?
Senhor, queremos aprender com Maria a não pedir milagres, mas a apresentar s nossas necessidades para que Jesus, olhando para a nossa pobreza, transforme a nossa frágil humanidade no vinho novo do amor e da vida. Amém!

Frei Patrício


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *