Formação

Feliz 2012

comshalom

Desejar Feliz Ano Novo é um gesto de esperança, de irmandade e uma bênção.

Inspiro-me em Madre Tereza de Calcutá para desejar a você, leitor, um ano abençoado, feliz, jubiloso. A autora acima citada nos faz algumas perguntas muito apropriadas para o Ano Novo. Qual é a mais bela de todas as coisas? O amor. Quais as pessoas mais necessárias em nossa vida? Os pais. Qual a força mais importante do mundo? A fé. Qual a maior satisfação de uma pessoa? O dever cumprido. Madre Teresa ainda pergunta: Qual o melhor remédio para uma vida saudável? A esperança. Qual é a proteção mais eficaz? O sorriso.

Quero comentar esta resposta porque, de fato, o sorriso facilita a comunicação, cria um ambiente agradável, inspira bondade e alegria. Um sorriso abre mil portas.

Continuemos com M.Teresa: Qual a sensação mais agradável? A paz interior. O que é imprescindível na vida? O lar. Qual é o presente mais belo? O perdão. E o sentimento mais destrutivo? O rancor. Quereis saber qual é a pessoa mais perigosa? A mentirosa? Pelo que vemos, M.Teresa nos inspira e motiva a vivermos bem o Ano Novo.

Vamos adiante com outras reflexões e perguntas. Você sabe qual é o pior defeito? O mau humor. E o maior mistério? A morte. Em que consiste a maior felicidade? Ser útil aos outros. Qual é a primeira necessidade da pessoa? Comunicar-se. Quem são nossos melhores professores? As crianças. E a pior derrota? O desânimo. Qual a distração mais útil? O trabalho.

Essas perguntas e respostas nos fazem refletir. Podemos até discordar, mas, são pensamentos de quem muito sofreu na vida, muito rezou, muito conheceu o coração humano e teve muitas experiências de viagens e encontros pelo mundo afora.

M.Tereza ainda pergunta: Qual é a raiz de todos os males? O egoísmo. E o maior erro? O abandono. Qual é o maior obstáculo? O medo. Qual é a coisa mais fácil? Errar. Sabes qual é o dia mais belo? Hoje.

Certamente essas perguntas e respostas podem nos ajudar a estar bem motivados a viver intensamente o Ano Novo. O pensamento correto, os sentimentos bem ordenados, a vontade decidida, o amor sincero são condições básicas para que 2012 seja um ano bom, feliz, proveitoso. Novamente aparecem por aí as previsões apocalípticas amedrontadoras para 2012. Tudo pura fantasia. Deus é quem guia a história e Ele prometeu estar conosco todos os dias.

Acolhamos 2012 com esperança e fé, com o coração aberto para o bem comum. O bem sempre vence e o amor é imortal.

Os melhores sentimentos para o Ano Novo são: a gratuidade e a alteridade, ou seja, a doação de si e a elevação dos outros. Não ter o “espírito de urubu, más, o do garimpeiro”. Sejamos, pois realistas e otimistas.

Nascemos porque somos amados. Nossa missão é colaborar na construção da sociedade justa, fraterna, solidária.

O ano de 2012 é um ano eleitoral. Desde já precisamos nos preparar para este evento tão importante. Em outubro de 2012 inicia-se o Ano da Fé proposto pelo Papa Bento XVI. Vivamos cada dia do ano com os pés no chão, as mãos na história e os olhos fixos no céu, pois o céu é a coroação do tempo.

A verdade, venha de onde vier, é inspiração do Espírito Santo. A cada hora precisamos da sabedoria, da força, das inspirações do Espírito Santo. Ele é o Senhor da vida e da História. Ele conduz os acontecimentos, suscita criatividades, soluções, potencialidades. Transforma o caos em cosmos, a dificuldade em possibilidade, o erro em aprendizado, o pecado em graça.

Feliz 2012, com as luzes do Espírito Santo.

Dom Orlando Brandes- Arcebispo de Londrina


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *