Institucional

Férias, tempo de conquistas

Os pais não conseguirão educar os filhos se, antes de tudo, não os “conquistarem”. E o tempo de férias é propício para isso

Aproximam-se as férias escolares e muitos pais, certamente, já começam a se perguntar o que vão fazer com os filhos em casa. A maioria deles trabalha e se preocupa em deixá-los em casa.

Antes de tudo, é preciso lembrar que o tempo de férias é necessário para as crianças e jovens descansarem das atividades escolares e poderem voltar com mais disposição aos estudos. E a escola também precisa de um tempo sem eles para poder, durante esse período, programar e preparar as atividades para quando eles voltarem.

Os pais precisam, portanto, programar esse período de folga dos seus filhos e não deixar que tudo seja improvisado e vivido de qualquer jeito, pois é um tempo precioso. Essa é uma oportunidade favorável e rica para os genitores estarem mais com os filhos, para conversarem mais com eles, ouvirem seus anseios e problemas, corrigirem seus rumos entre outros.

Os pais não conseguirão educar os filhos se, antes de tudo, não os “conquistarem”. O jovem segue aquele que o cativa, que o conquista, por isso, pai e mãe, vocês precisam conquistá-los; e o tempo de férias é propício para isso. Se você trabalha só em casa, será mais fácil programar as atividades desse período para estar com eles, receber seus amigos para um bom filme juntos, um bom café, um passeio, uma visita a um parente etc.

A Bíblia diz que “”Aquele que dá ensinamento a seu filho será louvado por causa dele”” (Eclesiástico 30,2). E “cabe aos pais transmitir aos filhos os ensinamentos e conselhos “para que sejam salvos”” (cf. Eclesiástico 3,2). Contudo, estes só ouvirão os conselhos dos genitores se tiverem estima e “admiração” por eles, por isso o pai e a mãe têm que conquistar os filhos. Um filho que admira o pai segue-o e ouve seus conselhos naturalmente; caso contrário, será difícil.

O saudoso Papa João Paulo II afirmou que “educar é conquistar o coração, animá-lo com alegria e satisfação em busca do bem””. O bom pai e o bom professor são aqueles que sabem cativar. O bom pai e a boa mãe são aqueles de quem os filhos têm orgulho.

Como os pais devem conquistar seus filhos

Como os pais devem conquistar seus filhos? Não pode ser, é claro, pelo dinheiro, por chantagens e outras artimanhas. Muitos pais erram grosseiramente nisso. Pensam que lhes dando tudo o que querem –– roupa da moda, tênis de marca, mil programas etc. – poderão conquistá-los. Não será assim; se fosse, os pobres não teriam como os educar.

O pai há de conquistar o filho “por aquilo que ele é,” e não por aquilo que tem e lhe dá. O pai o conquistará pelo respeito que dedica a ele, pelo tempo que gasta ao seu lado, pelo consolo que lhe oferece nas horas de dificuldade, pelos passeios que faz com ele, pela ajuda dedicada naquele problema, por sua honestidade pessoal e profissional, pelo bom nome que cultivou, pela dedicação à família, pelo amor e fidelidade à esposa e aos filhos etc.

Como é bela aquela frase do pequeno príncipe [obra homônima] que diz assim: “”Foi o tempo que gastaste com tua rosa que a fez tão importante””. Como poderá um filho ouvir os conselhos de um pai que não gastou tempo com ele? Isso pode e deve ser feito especialmente nas férias.

Um dia, vi um adesivo pregado em um automóvel, que dizia: “Conquiste o teu filho antes que o traficante o faça!”

De muitas maneiras os pais perdem seus filhos. Um grave erro dos genitores é não ter tempo para os filhos. Trabalham, trabalham e trabalham… O tempo escasso que sobra não podem estar com os filhos, porque precisam fazer “outras coisas”.

Ora, educar os filhos é uma tarefa que exige “estar com eles”. É preciso de tempo; e convenhamos que  é uma questão de prioridade e escolha. Se você não acha tempo para seu filho, entenda: é porque ele não é importante para você.

Os filhos crescem rapidamente; não mais do que 18 anos e eles já estão se separando de nós para viver a própria vida. O que não foi feito na hora certa, não poderá ser feito depois. Portanto, pai e mãe, aproveitem esse tempo favorável das férias para estar com seus filhos, para ouvir suas histórias, conhecer seus problemas, divertir-se com eles, rezar juntos entre outras coisas.

Fonte: Canção Nova


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *