Formação

Fraqueza humana

comshalom

Dom José Alberto Moura


Paulosofreu na pele as angústias e contrariedades na execução de sua missão.Encontrou oposições e percebeu seus limites de pessoa humana. Porém,não desanimou. Tudo enfrentou por causa de Cristo, confiando nele.Sublimou seus impulsos com a fé na certeza dada pelo Mestre: "Basta-tea minha graça. Pois é na fraqueza que a força se manifesta" (2 Cor 12,9).

Atentação do desânimo surge na vida de quem se esforça para realizartudo dentro dos parâmetros da ética, do serviço ao semelhante e daresponsabilidade na prática do dever e da missão. As oposições e ascríticas negativas são instrumentos de estorvo para quem quer serjusto, veraz, honesto, casto e de retidão moral. O jeitinho para não seadequar aos ditames da grandeza de caráter é buscado como umaverdadeira tentação de se aparentar pessoa de bem, mas sem ocompromisso com a ética. Se não buscarmos a coerência com a altivez deconduta, formada e orientada com a consciência bem formada, somosengolidos pelo pragmatismo buscado pelo egoísmo.

Nessaperspectiva, há o perigo de formarmos um tecido social poucointeressado na realização do bem comum e na tranquilidade de quemcoloca o valor maior na altitude da dignidade humana. Pessoa de bem nãoé quem não sofre por causa dos próprios limites e falhas, e sim quemluta para tentar superar as próprias fragilidades com a sinceridade doesforço por ter princípios elevados e afinados com o ideal apresentadopelo Filho de Deus. Na sua trilha têm passado pessoas que têm sabidolutar por uma convivência realmente humanizadora para todos.

Mesmonos impasses e transtornos da busca e tentativa de promoção da vida desentido na interrelação humana, não se entregam ao desânimo. Trabalharpela boa política, no exercício das profissões com ideal de servir,unir-se à causa da inclusão social e superação da miséria, promover asaúde moral e ética, denunciar desonestidades e propor valores dadignidade humana, são atos contínuos realizados por quem tem fé e aalicerça no compromisso e na obediência ao projeto do Criador.

Afigura de Paulo nos enche de entusiasmo por seu estímulo na missãohumana e cristã recebida em nosso batismo. Está na moda o paganismo porparte de alguns, que exercem influência política, econômica eintelectual para não se aceitarem propostas de altivez moral. Mas aforça dos batalhadores por causa dos maiores valores éticosconstitui-se no grande baluarte da promoção da vida de sentido paratoda a sociedade. É muito defendida a ideia de que a religião propõe atodos o que é estritamente religioso. Mas muitas vezes se querrestringir o eminentemente humano e ético como fosse estritamentereligioso.

Avida humana, por exemplo, deve ser um valor por todos defendida. Não éa religião fechada dentro dela mesma que diz isso. Quem éautenticamente humano não mata ninguém, especialmente o mais indefeso.A religião vem sublinhar mais fortemente muitos valores eminentementehumanos. Na vida, o aparentemente fraco, revestido do amor de Deus,torna-se a grande força de transformação da sociedade.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *