Shalom

Halleluya Rio quer promover a Misericórdia de Deus no Rio de Janeiro

O Halleluya Rio, festival de artes integradas, tem a proposta de promover o encontro dos cariocas com a Misericórdia de Deus. De acordo com Moysés Azevedo Filho, fundador da comunidade Shalom, o cumprimento da missão do Halleluya depende também da força da comunhão da Igreja do Rio de Janeiro na evangelização da cidade.

comshalom

O Halleluya Rio, festival de artes integradas, tem a proposta de promover o encontro dos cariocas com a Misericórdia de Deus. De acordo com Moysés Azevedo Filho, fundador da comunidade Shalom, o cumprimento da missão do Halleluya depende também da força da comunhão da Igreja do Rio de Janeiro na evangelização da cidade. “O Halleluya não é um evento só da Comunidade Shalom. É um evento que a comunidade realiza e coloca como dom para toda a Arquidiocese do Rio de Janeiro. O Cardeal do Rio, Dom Orani João Tempesta, como pastor dessa Arquidiocese, tem assumido o Halleluya como evento da Arquidiocese e convocado todos nós para também participar”, disse Moysés.

“Uma das coisas mais fortes para mim é quando Jesus reza ao Pai pedindo para que sejamos um como Ele e o Pai são um, para que o mundo veja e creia. Jesus, de certa forma, condiciona a conversão do mundo à comunhão e unidade dos seus discípulos. Isso é muito forte. Isso significa que quanto mais nós, na comunhão, respeitando a identidade do Carisma de cada um, nos tornamos um em Cristo, mais potente é o nosso anúncio. Então, em favor dos jovens da cidade do Rio de Janeiro, em favor da evangelização, todas as nossas comunidades precisam estar juntas. E nós convidamos e animamos a essa ajuda preciosa e indispensável de toda a arquidiocese para que nós possamos juntos dar um testemunho crível e que possa assim alcançar o coração de tantos homens. Isso é o Halleluya, é também essa expressão de comunhão, de unidade que pode alcançar o coração dos homens dessa cidade. Nós contamos com todos vocês”, finalizou.

Uma das atrações desta sétima edição é o ministério de música Missionário Shalom. Gustavo Osterno, vocalista da banda, conta que já testemunhou muitas experiências com Deus através do festival. “Os meus olhos contemplam a grande graça que é a transformação que as pessoas vivem no Halleluya. No show do Missionário Shalom, eu sempre vejo Deus surpreendendo. Nós vamos pensando que Deus vai fazer uma coisa e Deus dá muito mais aos jovens, transformando as vidas. Quantos testemunhos nós recebemos, de vocações que são despertadas dentro do Halleluya, de pessoas que há muito tempo não se confessavam que se aproximam do sacramento, e também de muitos que bebendo de Deus nos shows têm a graça de viver uma grande transformação nas suas vidas”, conta o cantor.

Além do palco central onde ocorrem os os shows, o Festival Halleluya possui um lugar muito especial chamado Espaço da Misericórdia. É lá que fica a capela de adoração a Jesus Sacramentado, onde todos os participantes do evento podem se recolher em oração. Nesse espaço, há também atendimento de Oração e Aconselhamento, feito por missionários da Comunidade Shalom e de novas comunidades da Arquidiocese do Rio. Por meio da oração e da partilha, as pessoas que desejarem poderão experimentar da acolhida e do direcionamento espiritual para suas vidas. É no Espaço da Misericórdia que ficam também os sacerdotes que se revezam nos três dias do evento para ministrar o Sacramento da Reconciliação.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO
O primeiro dia do Halleluya Rio, sexta 27 de outubro, vai contar com a apresentação de Davidson Silva, Rosa de Saron e Jadir Barcellos, além do espetáculo “O Canto das Írias”. Já no sábado, será a vez de Emanuel Stênio, Missionário Shalom, ID2 e Cláudio Castro se apresentarem no palco principal do evento. Fechando a programação desta sétima edição, Higor Fernandes, Ana Gabriela, Alto Louvor e Cosme se apresentarão no domingo, dia 29.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *