Institucional

Hemoce no Renascer: meta é captar 500 bolsas de sangue para doação

comshalom

IMG_1613Cento e dezoito pessoas doaram sangue na unidade móvel do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) no Renascer, no domingo (15), primeiro dia de evento. Nesta segunda-feira (16), até o meio-dia, mais de 100 participantes já haviam se candidatado. Os dias de carnaval no Renascer são o segundo maior período do ano em que mais se coletam bolsas de sangue para doação. O primeiro é o período em que acontece o Festival Halleluya, também realizado pela Comunidade Católica Shalom.

A meta deste ano é 500 doações. Segundo a coordenadora de captação do Hemoce, Nágela Lima, a expectativa é que aumente o número de candidatos e de doadores, superando o número alcançado no ano passado: 411 doações.

Ela explica que o número de pessoas que procuram o estande do Hemoce aumenta nos intervalos. “O evento ajuda a reforçar o nosso estoque para o feriado de carnaval, em que acontece muitos acidentes. Já ontem, muitos acidentes aconteceram, não somente em Fortaleza, mas nas rodovias. E com certeza, o Renascer, que tem um público jovem, ajuda a reforçar o nosso estoque”, afirma.

Para o comerciante Clodoaldo Ribeiro, a doação é uma forma de retribuir o amor de Deus, que já o levou à fila do Hemoce cerca de dez vezes.

“Eu vivia em uma vida tão errada antes de Deus me resgatar, e hoje eu busco retribuir, fazer o bem, de alguma maneira ajudar alguém. Eu saí do mundo do crime, Deus me tirou do presídio. Tem uns seis anos que eu me converti”, conta.

A parceria do Renascer com Hemoce acontece há 13 anos. Nágela acompanha a parceria desde 2003. “Enquanto profissional, fico na expectativa de o evento chegar, por causa do caráter solidário que vem crescendo ao longo dos anos. Como participante, eu gostaria de estar presente no evento. Em alguns momentos eu entro no ginásio, rapidinho, faço uma oração, intercedo, agradeço a Deus pela minha vida, pelo meu trabalho. Considero as pessoas que trabalham aqui como pescadores de vidas, porque conseguem resgatar quem está em alto-mar, na tempestade, e que precisa encontrar a bonança, a calmaria”, testemunha.

Candidatos e doadores

Segundo Nágela, existem alguns fatores que impedem o candidato de doar, por exemplo, a pessoa que está gripada, que está fazendo uso de corticoides, antibióticos, se fez alguma endoscopia recentemente, se tem doença cardíaca ou se é diabético.  “Mas o importante é que as pessoas compareçam, porque vindo até aqui, elas saberão se podem doar ou não”, afirma a coordenadora.

Além de coletar bolsas de sangue, o Hemoce realiza cadastro de doadores de medula óssea. Como é algo que se faz somente uma vez, o número é bem modesto: nove até o início desta tarde, no Renascer.

 

Por Emanuele Sales


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *