Formação

Hóspede misterioso e discreto

comshalom

Cardeal Geraldo Majella Agnelo


Pentecostesconclui o ciclo da Páscoa. Nesta solenidade de Pentecostes recordamos:a descida do Espírito Santo sobre a Virgem Maria e os Apóstolos noCenáculo; a primeira pregação do Evangelho em Jerusalém; a formação daprimeira comunidade cristã; o nascimento da Igreja de nosso SenhorJesus Cristo.

Oprotagonista invisível de todos esses acontecimentos foi e é o EspíritoSanto. Ele operava então e opera também hoje na sua Igreja. E se dermosespaço em nossa vida, opera também em nós.

Pentecostesquer dizer cinqüenta dias depois da Páscoa. Os hebreus tinham uma festaagrícola da colheita, com o mesmo nome. Nós cristãos recordamos o fatoacontecido depois da Páscoa: o Espírito Santo dado por Jesus à suaIgreja pousando sobre Maria e os Apóstolos.

Conseqüênciasdesse místico acontecimento são os apóstolos, plenos do Espírito Santo,dando testemunho publicamente do Senhor, e os primeiros ouvintescrentes reunidos em torno deles. Naquele dia começou a história daIgreja. É justo fazer festa desse início divino da Igreja.

Festado Espírito Santo, o protagonista daquele dia, misterioso, que trabalhainvisivelmente. Hoje, quase nos esquecemos deste hóspede misterioso ediscreto, que também está presente em nós. É espírito, por isso não épercebido pelos sentidos. Estamos no mistério de Deus, e sentimos queas nossas palavras são como velas no escuro: acendemos uma pequenina,que dura pouco e depois se apaga. Mas nos encorajamos.

ABíblia o apresenta como poder de Deus que opera no universo. Podermuitas vezes imperceptível, silencioso, discreto, sempre respeitoso daliberdade humana. Ao mesmo tempo, porém, irresistível ao realizar osdesígnios de Deus.

ABíblia se expressa recorrendo a imagens sugestivas: o vento, o sopro, ogosto, o respiro. Uma imagem muito conhecida, a da pomba, representadaem tantos quadros. Imagens como terremoto, trovão, línguas de fogo.

Desdeo início, o Espírito aparece como protagonista já na criação. Nosegundo versículo do Gênesis se lê:  “Deus criou o céu e a terra. OEspírito de Deus pairava sobre as águas”. Poucas páginas adiante,relatando a criação do homem, a Bíblia diz que Deus soprou nele “osopro da vida”, imagem do Espírito.

OEspírito aparece também como protagonista na história do povo eleito.Lemos nos vários livros do Antigo Testamento que o Espírito, pousavasobre os reis sábios de Israel, sobre Davi, sobre Salomão. Inspirava osprofetas mandados como guias espirituais ao povo. Inspirava os autoresdos livros da Bíblia. Por isso falamos de autores e de livrosinspirados.

OEspírito aparece como protagonista junto a Jesus na sua vida terrena.Já no seu nascimento, Maria perturbada pela palavra do Anjo pediuexplicações, foi dito: “O Espírito do Senhor descerá sobre ti, eestenderá a sua sombra, o poder do Altíssimo”. Depois o Espírito se faz presente no batismo de Jesus.

Nosmilagres que Jesus operava: “Dele saia uma força”, diz o evangelho. Asmultidões diante dos prodígios exclamavam: “Aqui tem o dedo de Deus”,outra imagem curiosa, mas expressiva.
Também o Espírito foi a grandepromessa feita por Jesus aos discípulos. Os apóstolos, sabendo queJesus estava para deixá-los, ficaram tristes. Jesus promete o envio doEspírito Santo, consolador e defensor.

A festa nos apresenta o Espírito Santo sobre os apóstolos emPentecostes. Os apóstolos receberam no Cenáculo o dom das línguas, istoé a capacidade de fazer-se compreender por todos provenientes de outrospaises. Saíram do cenáculo, dirigiram-se ao Templo de Jerusalém. Otemplo naquele dia de festa estava repleto de gente, e os apóstolosfalaram à gente. Nos dias precedentes os mesmos estavam medrosos eescondidos, temerosos de se fazer ver. Mas naquele dia apresentaram-sesem temor, “cheios do Espírito Santo” e começaram a anunciar oEvangelho a israelitas, a estrangeiros, a todos.

OEspírito Santo também hoje é protagonista no meio de nós para que oscristãos fiéis possam testemunhar Cristo ao mundo. E o Espírito assisteo Papa em modo especial, os bispos, os sacerdotes e cada cristão. Estápresente e operante em nossos encontros, ilumina nossas mentes,fortalece a nossa boa vontade, sugere os propósitos do bem.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *