Shalom

JMJ 2019: Tô liso, mas eu vou

Ainda dá tempo de se preparar para ir à JMJ 2019 no Panamá? Dá demais. Se liga aí nos passos para ajudar os jovens que desejam viver essa experiência.

Daqui a cinco meses começa a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) do Panamá. Tem jovem que já está com a passagem comprada, tem jovem que ainda está indeciso e tem jovem que nem acredita que seja possível participar do encontro com o Papa em 2019. No entanto, foi faltando exatamente cinco meses para a JMJ 2016 que Leandro Tavares, discípulo da Comunidade de Aliança, decidiu que iria participar do evento com Francisco na terra de São João Paulo II.

No Renascer de 2016, Leandro participou de uma pregação que Jeovana Freitas, consagrada da Comunidade de Vida, deu para os jovens durante o retiro de carnaval em Fortaleza. Ele conta que, em sua formação, Jeovana falou sobre como tinha ajudado os jovens de Natal a participar da JMJ 2013 no Rio de Janeiro. De súbito, Jeovana apresentou Leandro para os jovens dizendo que ele iria reunir todos que desejavam ir para a Polônia. Ao encontrar outros que também queriam ir para a jornada, o jovem ficou animado.

O primeiro passo deles foi fazer um plano de ação para os cinco meses que restavam para a JMJ. Pesquisar os preços das passagens, as formas de pagamento, o valor do euro e outras despesas possíveis. A partir disso, ação seguinte foi estabelecer atividades que pudessem ajudar a adquirir dinheiro. Entre elas, Leandro destaca algumas: vender trufa na escola, na faculdade, no trabalho, no ônibus, no sinal; fazer brechó, ou seja, vender roupas usadas em lugares movimentos; vender dindin, sacolé ou geladinho; pedir dinheiro aos parentes; economizar o máximo possível…

A grande protagonista

Foram muitas as ideias que Leandro e seu grupo tiveram para arrecadar a quantidade de dinheiro necessária. Ele partilha que a grande protagonista nessa história foi a divina providência que se utilizou de várias vias para favorecer a participação do grupo na JMJ 2016. Uma das jovens, inclusive, foi ajudada por uma telespectadora do Fazendo Barulho. A mulher viu a garota dando o testemunho no programa sobre como estava se preparando para a jornada e decidiu ajudar. A produção fez o contato entre as duas.

“Teve um dia em que eu cheguei em casa e tinha 200 euros na minha cama, uma tia minha, que eu nem tinha pedido dinheiro ainda, mas só em ela ter visto que a gente estava trabalhando, quis ajudar”, ressalta Leandro. Esse foi um dos exemplos que o jovem deu para explicar como a providência de Deus agiu quando ele e o grupo estavam vivendo os preparativos para ir à Polônia. “O mais impressionante é que muitas vezes a gente nem pedia, mas as pessoas viam e iam lá e doavam”, contempla.

Ainda dá tempo de se preparar para ir à JMJ 2019 no Panamá? Segundo Leandro, dá demais. Se liga aí nos passos que ele elencou para ajudar os jovens que desejam viver essa experiência com a divina providência em vista da jornada.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *