Shalom

Jovens testemunham experiência com Cristo através do Retiro Farol, promovido pela Comunidade Shalom

comshalom

Os dias último final de semana marcou a história de aproximadamente uma centena de jovens que participaram do Retiro Farol, realizado com transmissão ao vivo, através do Youtube da Comunidade Shalom de Florianópolis.

O encontro foi uma inspiração divina através da Secretaria Jovem da missão ao perceber que precisava alcançar o coração dos jovens através de algo que caracterizasse a capital catarinense, cercada por praias, rochedos e mar, além dos vários faróis. “Queríamos contar uma história que falasse ao coração dos jovens da Arquidiocese de Florianópolis e, para isso, usamos elementos da própria cidade e o próprio contexto da pandemia para criarmos todo o enredo”, diz Thainá Cabral de Sousa, coordenadora da secretaria jovem e missionária da comunidade de vida Shalom. 

A programação foi baseada nos capítulos dessa história, levando os jovens a percorrerem todo o caminho do conhecimento do amor de Deus por meio das esquetes gravadas em diversas praias da Capital, onde o faroleiro se encontra com um náufrago e o conduz a encontrar a Luz, Cristo, o Amor, e através das pregações proferidas por membros da Comunidade e da Obra Shalom.

Para Maria Caroline Ricardo Constante, 21 anos, formada em pedagogia, o momento mais marcante foi à adoração de domingo (6). Foi onde sentiu o amor de Deus de forma profunda. “Há muito tempo eu me questionava sobre a minha vida e sentia que estava ferindo e decepcionando Deus de forma a me sentir indigna de estar na presença dele. Eu me sentia me afogando em um mar agitado, pedindo socorro, e em meios as lágrimas senti Deus me estendendo a mão e me puxando, me presenteando com um bote. Foi indescritível o que eu vivi, Deus me trouxe a vida e eu quero viver segundo o que ele tem preparado para mim”, afirma a jovem, que não se cansa de louvar a Deus pelas pessoas que Ele colocou em sua vida e que a convidaram pro retiro. 

Outro jovem que teve uma forte experiência com Deus foi o universitário Ronalte Martins da Mata, 28 anos. Ele afirma que o “Farol” foi um marco na sua caminhada de fé.“Quando eu vi a publicação do retiro pelo Instagram umas duas ou três vezes, o nome do retiro me chamou muito atenção. E, diante de um processo que a graça de Deus já estava fazendo em mim, vi como providencial e uma possibilidade de uma nova experiência. Fiz meu encontro com Deus já alguns anos e vivo uma vida de conversão desde então, porém devido algumas experiências negativas neste percurso, foi gerando um fechamento, e já não vivia a experiência do amor de Deus com a mesma ousadia e intrepidez que antes. Este retiro foi um marco na minha experiência de fé, e se pudesse em poucas linhas expressar a minha experiência com este retiro é perceber a experiência do amor constante de Deus”, afirma Ronalte, enfatizando: “o Divino Farol me deu a possibilidade de uma nova rota”.

Desenvolver um retiro como esse foi desafiador e ao mesmo tempo gratificante. Segundo Caio Valente, 27 anos, discípulo da comunidade de Aliança e núcleo da Secretaria Jovem, a experiência em organizar o retiro foi tocar na criatividade de Deus e na inspiração do Espírito Santo que o impulsionou a narrar uma história de conversão e atuar como ator na gravação das esquetes, juntamente com Jean Miguel. “Nunca tinha feito algo parecido com isso, mas precisávamos inovar para atrair os jovens e nos lançamos nessa aventura. Filmamos no nascer do Sol, fizemos trilhas pra chegar em um farol de verdade, entramos na casa de pescadores, filmamos na praia com um monte de pessoas nos olhando… Só por Deus e pelos jovens mesmo!”, diz. Mas, “no dia do evento, escutar os testemunhos das pessoas dizendo que foram tocadas pela história, que acharam incrível a ideia, que não esperavam por aquilo é perceber que para a evangelização precisamos sempre ser obedientes a voz de Deus”, ressalta Caio.

Thainar Sousa comenta que o retiro não teria ocorrido sem a presença e o engajamento dos servos: “Foi surpreendente ver a potência da graça agindo através dos meios de comunicação, a unidade no serviço e os jovens fazendo uma experiência concreta com o amor. Confesso que foi uma experiência de fé o que vivemos na secretaria jovem”. Ela faz um agradecimento especial ao Jean Miguel, vocacionado da missão, que foi um grande auxílio na construção do enredo do Farol. Segundo a missionária, tudo isso a faz acreditar que haverá uma nova edição do retiro.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *