Notícias

LEMBRANÇAS

comshalom
foto: Arquidiocese de Belo Horizonte

Em julho de 1980, o Papa João Paulo II pisou em terras mineiras durante visita ao Brasil. Monsenhor Éder Amantea, padre da Arquidiocese de Belo Horizonte há mais de 45 anos participou desse momento e lembra como foi.

 

Há quarenta anos, Belo Horizonte se alegrava com uma ilustre visita: o Papa João Paulo II.
A preparação para recebe-lo trouxe uma preocupação: como fazer para que o povo possa vê-lo mais próximo? Qual lugar seria melhor para a grande celebração eucarística ? Como melhor organizar a liturgia? Aos poucos foram se esclarecendo as dúvidas. Foi criada uma comissão formada com membros da Arquidiocese, Prefeitura Municipal, Polícia Militar, governo do Estado de Minas Gerais, leigos e leigas voluntários entre outros.

Tudo foi programado para que houvesse o melhor resultado.

Naquela manhã, o dia amanheceu ensolarado. O avião trazendo o Papa, deveria pousar no aeroporto da Pampulha. Do aeroporto se formou como que uma muralha de pessoas a cada lado das ruas e avenidas por onde passaria o carro conduzindo o Papa João Paulo II até a Praça, hoje chamada Praça do Papa.
Lembro-me que no alto da praça foi montado um altar monumental para a celebração eucarística. Ao lado um grande palanque para receber o Clero e Autoridades.

A chegada do cortejo papal a praça estava tomada de gente desde a hoje Praça da Bandeira até o local de celebração. Grande foi a euforia dos participantes.

foto: Arquidiocese de Belo Horizonte

Belo Horizonte foi escolhida como cidade onde o Papa falaria aos jovens do Brasil. Estes em grande multidão compareceram vindos de várias cidades brasileiras, além dos jovens belorizontinos. Diante daquele cenário que a Serra do Curral e a vista para a cidade ofereciam, o Papa no meio de sua homilia exclamou: ” Que belo horizonte!” Dirigindo-se aos jovens disse: “Vejo em vocês o belo horizonte da Igreja. “
Terminada a celebração o Papa dirigiu-se à residência episcopal na Praça da Liberdade. Lá também encontrou grande multidão que o esperava para vê-lo de perto. Da sacada residência abençoou a todos que ali estavam.

Ficou em nossa lembrança aquela maravilhosa manhã. O resultado daquela visita do Papa ao Brasil foi um despertar da fé de muitos cristãos. João Paulo II mostrou que seu ministério petrino é: ” confirmar os irmãos na fé.

Hoje temos a alegria de ter na Igreja, inscrito no catálogo dos Santos, João Paulo II. Que ele interceda por todos nós, para que fiéis a Jesus Cristo e seu Evangelho, caminhemos na unidade para o grande encontro com o Pai.

 

Mons.Eder Amantea. – Arquidiocese de Belo Horizonte


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *