Formação

Lugar deserto – o pastoreio

comshalom

Dom José Alberto Moura

Jesus convida os discípulos para irem com ele a um lugar desertopara descansarem (Cf. Mc 6, 31). O povo era como ovelhas sem pastor. Otrabalho no meio dele era intenso. Sem o descanso, seria difícil levara efeito a missão de orientá-lo

O pastoreio requer energia suficiente. O desafio do Mestre é grandee exigente. Deve-se estar disposto a enfrentar a dureza da missão e asoposições, como também ter discernimento para conduzir com sabedoria opovo. A preparação para isso exige conversão, boa vontade,despojamento, ideal e verdadeiro amor a Deus, às pessoas e comunidades.Não basta um diploma ou uma tintura de Bíblia e oratória. É precisohaver obediência ao projeto de Deus, espírito de sacrifício, doação desi e fé esclarecida. O testemunho de vida coerente com o Evangelho, oespírito de comunhão e pertença à Igreja e fidelidade ao ensinamentoapostólico são requisitos básicos para a missão do pastoreio.

Pessoas simples, com as conotações acima, muitas vezes dão exemplode ajuda ao pastoreio de Cristo. Quantas comunidades são sustentadascom elas!

Por outro lado, o pastoreio do povo é lembrado pelo profeta Jeremiascomo sendo também o da liderança de quem detém o serviço público civil.Este recebe o poder para servir a comunidade e não se servir dela. Hojeas palavras do profeta têm muito a ver com a nossa realidade. Apolítica deve ser um serviço de fundamental importância para asociedade contemporânea. Frequentemente é usada para interesses de quemfinancia as campanhas eleitorais e grupos que assumem o poder, comexpressiva falta de ética e de respeito ao sacrossanto direito do povoem obter justiça e cidadania. Valem as palavras do profeta: “Ai dospastores que deixam perder-se e dispersar-se o rebanho de minhapastagem, diz o Senhor!” (Jr 23, 1).

Todos somos responsáveis pela eleição de bons políticos e todos osque realizam o serviço público. Os mandatários de toda ordem deveriamter consciência de suas funções de servirem e não procurarem vantagenseconômicas acima de parâmetros que não podem ser eles mesmos quedeterminem! A falta de ética e moral começa a partir de quem legisla embenefício da causa própria.

A paz, tão almejada por todos, depende da justiça implantada noconvívio humano. Um mundo tão cheio de agressão à vida, à dignidadehumana, à família, às crianças, aos indefesos e ao meio ambiente,poderá ser melhorado a partir da consciência do amor misericordioso deDeus e vivido por todos. Os pastores do povo são os primeirosresponsáveis por desenvolverem políticas públicas de inclusão ejustiça: “Suscitarei para elas novos pastores que as apascentem; nãosofrerão mais o medo e a angústia, nenhuma delas se perderá, diz oSenhor” (Jr 23, 4).


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *