Formação

Por que um mês inteiro dedicado à Virgem Maria?

“Me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, pois O Todo Poderoso fez grandes coisas em meu favor” (Lc 1, 48-49).

comshalom

Para esta pergunta podemos responder: “porque Jesus disse ao discípulo amado: ‘eis aí a tua mãe”‘ (Jo 19, 27). Será que também nós não somos discípulos amados de Jesus e não devemos honrar nossa Mãe?

A Bíblia fala que no momento da Crucificação de Cristo, Maria estava lá de pé (Jo 19, 25), junto com outras mulheres, mas somente sobre ela Jesus se referiu. E por que? A Palavra de Deus diz que Ela é bendita entre todas as mulheres (Lc 1, 42). As Sagradas Escrituras ainda dizem que o anjo Gabriel, vindo da parte de Deus, a saudou (Lc 1, 26-29). Será pecado então saudar Maria, se o próprio anjo do Senhor assim fez?

A devoção de Jesus por Maria

Jesus jamais desatendeu Maria. Sendo Ele o próprio Deus, autor do mandamento de honrar pai e mãe, iria Ele desprezar a Sua?

A passagem em que Jesus diz “todo aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe” (Mt 12, 50) confirma ainda mais a veneração que devemos ter à Santíssima Virgem Maria, pois quem melhor do que ela fez a vontade do Pai? Ela disse sim (Lc 1,38) ao projeto de Deus e através dela veio para nós a salvação que é Jesus. Foi Ele quem quis vir por meio dela.

São Luis Maria Grignion de Monfort, autor do Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem Maria, diz: “Jesus Cristo veio ao mundo pela Santíssima Virgem Maria; e é também por meio d’Ela que Ele deve reinar no mundo”, pois Deus é imutável em Sua conduta e sentimentos.

A devoção à Virgem Maria é, na verdade, caminho para Jesus Cristo. Maria não é um fim em si mesma. Ela sempre nos conduz a Cristo. E, assim, pelos méritos do nosso próprio Salvador Jesus Cristo, devemos sim louvá-la, como fez Isabel ao dizer, com voz forte: “como posso merecer que a Mãe do meu Senhor me visite?”(Lc 1, 42-43). Devemos sim também pedir sua intercessão, pois o primeiro milagre de Jesus foi feito por um pedido dela, mesmo ainda não tendo chegado a sua hora, Ele fez o milagre e quis obedece-lá (Jo 2, 1-11).

Maio: o mês de Maria

Maria é a Rainha do céu e da terra (Ap 12,1-5), é a Mãe do Nosso Senhor. Por isso, merece sim todo um mês de devoção especial. Maria é única, é Obra Prima de Deus. Foi concebida sem pecado original, pois Deus fez nela maravilhas. Pois, pelos méritos do nosso próprio Redentor, este não poderia vir através de uma mulher impura (Jô 14, 4). Logo, louvando Maria, louvamos a Deus, que a criou. Como ela mesmo diz: “me proclamarão bem-aventurada todas as gerações, pois O Todo Poderoso fez grandes coisas em meu favor” (Lc 1, 48-49).

Maio é o início da primavera no hemisfério norte, sendo o mês das flores. É o mês das mães. É o mês que na Grécia e na Roma antiga prestavam cultos pagãos às suas deusas da fecundidade. Por esses motivos, a piedade popular cristianizou esses cultos e, tradicionalmente, desde a idade média, dedica-se esse mês à Maria, Mãe das mães.

Neste mês, a Igreja orienta os fiéis a dirigirem com mais intensidade e confiança suas preces e súplicas à Mãe do Nosso Salvador, incentivando a oração do Santo Rosário, que com seus 20 Mistérios contemplativos, é como que o resumo do Evangelho.

Assim, supliquemos aos céus a poderosíssima intercessão da sempre Virgem Maria que, neste mês, para Jesus e para ela, é especial. Que Jesus nos abençoe e Maria no guarde. Shalom!

Alderson Macedo


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *