Institucional

Maria exemplo de castidade.

O segundo dia (27) começou pela manhã com muito louvor e animação, seguido de adoração ao santíssimo. A trupe da alegria também veio para animar a manhã.

Trupe da alegria

Durante a tarde os participantes assistiram a pregação sobre “O senhorio de Jesus” ministrada por Adelson – Discípulo da Comunidade Aliança. Onde ele disse, “somos o povo escolhido, por isso, Jesus deve ser o centro de nossa vida, o Senhor das nossas casas e de nossa família. Mas isso não vem sendo exercido por nos, estamos em uma época de mudança de valores onde somos seduzidos por aquilo que não vem de Deus e só ele pode nos libertar disso, só através dele é que podemos ser verdadeiramente livres. Esta é a hora de decidir-se por Ele, pois ele nos deixa livres para escolhê-lo. Mas é preciso pedir e deixar que Ele seja o centro e o único em nossas vidas”.  

Simultaneamente os servos participavam do segundo dia de cursos com Vitor Aragão- Assessor jovem da diaconia. Que abordou o tema, “Tota Pluchra és Maria, A beleza da castidade.” Durante o curso ele falou de “Maria sendo exemplo de castidade, a ela deve-se pedir auxilio durante as tentações, e que castidade não é algo impossível, pois através dela poderemos alcançar pureza, pois todo aquele que é puro alcança o amor verdadeiro”. “O homem deve se anular para deixar que Deus seja referência, principalmente hoje onde a sociedade está movida pelo ego esta que mesmo sem saber anseia pelo Messias, sendo os jovens principais instrumentos de Deus na sociedade.”

O canto das írias

Os servos tiveram uma adoração após o curso, em seguida houve a missa votiva a Nossa Senhora celebrada por Dom Irineu Roman, Bispo auxiliar de Belém. E como encerramento da programação do dia, participantes e servos puderam assistir espetáculo “O canto das irias”.

Sobre a adoração temos o testemunho de um participante, “Nós fomos chamados e incentivados por Deus a vivermos a castidade. É algo que podemos alcançar durante a adoração o Senhor insistia em falar sobre os pequenos detalhes que frequentemente nos paralisam e nos impedem de viver a plenitude da graça. Detalhes que acabamos deixando de lado, que não apontamos nos momentos de confissão. Nessa tarde o Senhor veio até nós para nos curar desses detalhes, dessas coisas pequenas, para que os grandes planos que Ele tem pras nossas vidas possam se cumprir. Sim, é possível. Com a graça de Deus poderemos alcançar uma vida verdadeiramente santa ao Seu lado” (Bruno Padilha, 21 anos)

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *