Formação

Mês Missionário:

comshalom

Em outubro comemoramos o mês das missões e do rosário.Celebramos várias festas Marianas e acontecimentos históricos marcantes como oinício da evangelização nas Américas, o novo mundo que então se descortinava.Nós iniciamos este mês com a Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro. Asemana e o dia da criança nos levam a refletir sobre a nossa responsabilidadeatual para que a dignidade humana se inicie logo nos primeiros momentos davida.

 Porém, em geral, a marca maior deste mês são as Missões. AIgreja nasce na missão e da missão. Neste ano o tema está inspirado no daCampanha da Fraternidade e é “Missão e Partilha” cuja novena aprofunda osentido da Campanha Missionária, inclusive da Coleta pelas Missões, o trabalhomissionário nas grandes cidades, nas periferias, na partilha com os povosfamintos, na religiosidade popular, na questão dos migrantes e refugiados, comrelação ao meio ambiente e partilha de pessoas.

 O papa Bento XVI, como faz todos os anjos, escreveu a suamensagem para o Dia Missionário Mundial com tema “A construção da comunhãoeclesial é a chave da missão”. Temos assim muitas reflexões a ser feitasdurante este tempo.

 O documento de Aparecida ao lançar a Missão Continental,lembra que isso significa viver em estado permanente de missão – grande desafiopara nossa mentalidade e nossos costumes.

 Por isso, não é suficiente nos lembrarmos de missão apenasdaqueles que partiram para terras distantes, ou que trabalham nas fronteiras daIgreja na sua obra evangelizadora que, certamente, é universal, pois temosmuito serviço nas portas de nossas casas.

 Porém, ressaltamos que as fronteiras da evangelização não éapenas uma relação geográfica, mas os limites da cultura, da religião quenascem em nossas sociedades e em nossas cidades, na nossa família, no trabalhoe na escola. A missão, neste sentido, está bem ao nosso lado, à nossa porta ejanela. Temos necessidades enormes de trabalhos bem concretos em váriaspastorais em nossas comunidades. É o exercício do apostolado cristãoentusiasmado e coerente.

 A missão hoje é abrir portas para aquele que está perto denós, e que precisa da nossa palavra de fé. A nossa omissão neste caso pode serfatal no testemunho de vida. Hoje urge, mais do que em todos os tempos, irmosao encontro das pessoas, das famílias, das comunidades e povos. Devemosencontrar as pessoas lá onde elas estão, e não onde gostaríamos deencontrá-las. Devemos ir ao encontro do real e não do imaginário. E para tantoo missionário é antes de tudo um destemido, um audacioso.

 A formação de pessoas no sentido da consciência de suavocação missionária é uma necessidade urgente. Aliás, esse assunto esteve muitopresente nas reuniões das foranias que realizei nesta semana. Para que tenhamosbons missionários, precisamos informar e formar os cristãos das necessidades daIgreja e de sua efetiva participação na obra evangelizadora. Também essa foiuma das preocupações do Papa Bento XVI em nossa conversa pessoal durante avisita “ad limina” – a formação do cristão.

 É necessários estarmos sensibilizados para o apoio maisefetivo às missões, seja no cunho espiritual, seja também no material, como é ocaso da coleta mundial pelas missões católicas que ocorrerá no quarto final desemana deste mês.

 A nossa Arquidiocese tem trabalhos missionários fora doslimites territoriais em duas Dioceses Irmãs, tanto com o envio missionário emalguns meses durante o ano, como também com presença contínua de missionáriospartilhando da vida de comunidades e trabalhando pela evangelização.

 É necessário promovermos, especialmente, entre os jovens umasensibilidade maior para a missão, levando-os a se oferecerem para estaempreitada e também fomentarmos uma solidariedade econômica, uma mais amplagenerosidade dos cristãos para as necessidades essenciais da Igreja nosterritórios de missão.

 A missão a que somos impulsionados para nós deve ser um dom,pois a tarefa de anunciar o evangelho é um compromisso generoso que deve serassumido por cada batizado anunciando com coragem o evangelho, com todas assuas conseqüências.

 Devemos afastar o medo e a indiferença, que no finalparalisam o coração. O mundo à nossa volta precisa de discípulos-missionários,que “significa, antes de tudo, anunciar Jesus, fazê-lo conhecido e amado,testemunhando na vida cotidiana essa vida coerente, humilde e alegre de viverno seu amor. Significa anunciar com fidelidade e integridade cada um dos seusensinamentos, tal como guardados e ensinados pela Igreja. Ser missionário éenfrentar os problemas pela luz de Cristo, luz das nações e dos povos.”

 Portanto, a evangelização é mais do que ensinar éprincipalmente testemunhar com a própria vida os valores do Reino e a alegriado seguimento de Jesus Cristo. A missão é instrumento de mudança, detransformação, deve permear toda a cultura.

 Mas não nos esqueçamos da oração, pois nada pode substituira ação do Espírito Santo. Nada tem efeito sem esta ação, e nada pode convenceras mentes mais duras sem sua eficácia transformadora pelo interior da pessoa.Sem sua colaboração todos os esquemas se tornam apenas ações humanas, o que épouco para converter pessoas.

 A Igreja precisa hoje de homens e mulheres que se deixemconduzir pelo Espírito Santo, que sejam pessoas de oração, ungidas pelo poderde Deus.

 Peçamos à Maria, a Estrela da Evangelização, a nossa boa eterna mãe do Rosário, de Aparecida, de Nazaré, da Penha, que nos ajude com asua intercessão a vivermos com entusiasmo a missão. Que a força do sim deMaria, a sua entrega total e destemida possa ser contagiante para todos nósneste mês e em toda a nossa caminhada eclesial.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *