Institucional

Missa de primeiras promessas no Carisma Shalom é marcada pela gratidão

Luís recebe o Tau (Foto: Arquivo Pessoal)

Na noite da última terça-feira, 18, membros da Comunidade Católica Shalom que viveram, pelo menos, dois anos de discipulado fizeram as suas primeiras promessas a Deus, no Carisma Shalom, como Comunidade de Aliança e como Comunidade de Vida. A celebração eucarística foi realizada na Catedral Metropolitana de Fortaleza e contou com a presença de Moysés Azevedo, fundador da Comunidade, e de Emmir Nogueira, co-fundadora. A gratidão foi o sentimento que marcou a noite dos 181 novos consagrados.

A santa missa, presidida por padre Silvio Scopel, responsável pela missão da Comunidade em Fortaleza, teve os testemunhos de Pedro e de Maria Madalena como tema principal. O sacerdote destacou que Jesus Ressuscitado manifesta sempre a sua misericórdia sobre os seus eleitos. Ainda que Pedro, depois de ter caminhado com Jesus em sua vida, tenha buscado voltar a pescar, seu ofício antes de ser chamado por Deus, o Senhor confia a ele a conversão de muitos com sua pregação. Ainda, também, que Maria Madalena, depois de ter escutado sobre a ressurreição, tenha buscado Jesus no sepulcro, entre os mortos, o Senhor confia a ela o anúncio aos apóstolos de que vivo Ele está.

Segundo Moysés Azevedo, ao fazer as primeiras promessas, os membros são oficialmente incorporados na Comunidade Shalom, tornando-se testemunhas públicas de que Cristo ressuscitou. Eles carregam uma cruz em forma de Tau, sinal visível da Vocação Shalom, com um cordão branco, os que são chamados à Comunidade de Aliança, ou marrom, os que são chamados à Comunidade de Vida. Eles também iniciam um caminho formativo, com duração de cinco anos, que os levará à oferta definitiva de suas vidas a Deus, segundo o Carisma Shalom.

“Eu fui salvo e, a cada dia, me sinto salvo, encontrado, enxergado por Deus”, partilha Luís Lacerda, membro da Comunidade de Aliança, sobre a experiência de fazer suas primeiras promessas. Para ele, a palavra “gratidão” descreve o momento vivenciado na celebração. “Eu sou um cara feliz. Feliz porque encontrei o meu lugar neste mundo”, testemunha.

Jonas Viana


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *