Formação

Muitas coisas são importantes, mas só uma é essencial

O que o exemplo de Santa Marta nos ensina sobre saber dar prioridade às coisas que de fato importam, lembrando que o serviço também é necessário e se expressa como forma de amor.

comshalom

No dia de Santa Marta, relembramos a importância de ter um espírito de prontidão para o serviço, mas sempre priorizando o que é realmente essencial. Isso porque, em meio à rotina agitada e cheia de tarefas, corremos o risco de nos perder de Deus, dos outros e de nós mesmos; das coisas que de fato importam, enfim.

O Evangelho de São Lucas traz a famosa passagem em que Marta é, carinhosamente, repreendida por Jesus. Ao acolher Cristo em sua casa, ela teve um comportamento que podemos compreender (e talvez até o fizéssemos também): se empenhou em servi-Lo da melhor forma possível. Somos chamados a esta prontidão, a este servir com amor, contanto que o nosso coração esteja preocupado em “amar” (como Maria), e não somente em “fazer” (como Marta).

Muitas vezes, temos tantos afazeres que mal nos sobra tempo para a oração. Deveríamos então parar tudo para, como Maria, ficar aos pés do Senhor? Na maioria dos casos, isso seria imprudente. Precisamos trabalhar, estudar, cuidar da nossa família e tantas outras coisas importantes; a grande questão é que, em todas elas, devemos ter os olhos fixos na “única coisa necessária” da qual Cristo fala para Marta. Muitas coisas são importantes, mas só uma é essencial.

Diante do que temos vivido, será que também não ouviríamos do Senhor um: “Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas”? A agitação é um sinal de que perdemos o essencial de vista. Quando nosso coração não está em paz, quando os afazeres nos deixam inquietos e ansiosos, é hora de parar e assentar aos pés do Senhor. Por isso que, mesmo quando nos falta tempo, devemos ter um momento próprio para estar com Deus, para relembrar o que é essencial.

É só assim que, mesmo em meio à agitação do mundo, poderemos servir como Marta, com o amor de Maria. Sem esquecer que o serviço também é necessário e forma de amor, no entanto, estar aos pés do Senhor é o que nos sustenta.

Peçamos a intercessão de Santa Marta, que soube amar e servir, para que também nós possamos ter um espírito de prontidão e um coração fixo em Deus. Que não nos percamos, nem por um segundo, do que é realmente essencial.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *