Institucional

A santidade de um homem é capaz de mudar tantas realidades

comshalom

As férias deste ano foram mais que especiais. Optei por fazer uma peregrinação. Queria participar da Convenção dos 35 anos da Comunidade Católica Shalom, realizada em Roma, bem como visitar alguns lugares santos ao longo da Itália.

Falar em Itália é falar não só em mesa farta, mas também em muitos, mas muitos santos. E andar pelas ruas de Roma é garantia de encontrar igrejas com relíquias de vários deles. Há igrejas que tem mais de uma. É uma riqueza que impressiona.

Apesar disso, queria por demais visitar uma tumba de um Santo em particular: São Padre Pio. A aventura exigiu de mim três horas de trem e mais uma hora de ônibus, mas confesso que valeu a pena. Meu destino: San Giovani Rotondo, cidade em que na primeira metade do século passado viveu este famoso frei franciscano.

Em uma belíssima cripta, encontrei o corpo incorrupto do meu já querido Padre Pio. Diante do sagrado, o silêncio se fez. Este silêncio pacificou e ajustou os muitos movimentos dentro de minha alma.

A vida de Padre Pio sempre foi um convite a conversão, por meio do seu zelo ao sacramento da reconciliação, bem como a oração. Também impressiona ver o zelo dos moradores da cidade para com o ilustre Santo. Foi esse o ponto crucial da minha visita, meditar sobre como a santidade de um homem é capaz de mudar tantas realidades.

Em um segundo momento, conheci a “Casa Sollieo da Sofrenza”, que foi fundada pelo seguidor de São Francisco e hoje funciona como um centro de atendimento público para moradores de cidades italianas e também estrangeiros. A parte aberta ao público já acusa que não é ali um hospital como outro qualquer. A caridade do fundador se reproduz num ambiente de devoção a Deus por meio do Cristo enfermo e pobre. Vi-me questionando quanto a secularização dos nossos hospitais e escolas no Brasil, onde a fé e o sagrado são condenados com frequência.

O que seria de San Giovani Rotondo sem a força transformadora da vida penitente deste homem? E o que seria de nossas vidas sem a força transformadora do sacramento da reconciliação e de nossa vida de oração?

Retorno ao Brasil com grande gratidão a Deus por todas as benções recebidas, renovando a convicção de que a Santidade não é só nossa vocação, mas também uma grande força de transformação do nosso tempo.

Sejamos santos!

São Padre Pio, interceda por nós.

 

 

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *