Institucional

Namoro Santo: consagrar a vida e o relacionamento a Deus

O namoro santo não chegou de repente como um trovão na noite. Se pareceu mais, com a Primavera que desabrocha sua flor, pétala por pétala, um pouco a cada dia, a cada sim. A medida que vi quão superior era a graça de Deus diante da minha humanidade fraca, percebi que meu papel era coadjuvante (porém, indispensável)ao primeirear do Senhor, para que a castidade pudesse florescer em meio à nossa história ferida pelo mundo,  ferida pelo nosso pecado e por nossas fraquezas.

Em um namoro santo, não se trata de apenas esperar, mas incisivamente buscar que Deus seja o verdadeiro Amor de nossas vidas, como a Sulamita – no Cântico dos Cânticos – que procura o Esposo por toda a cidade. Nosso coração só se encontra pacificado ao estar junto Dele, o nosso Amado. Não foi por falta de opções ou por falta de experiências com o mundo que escolhemos consagrar nossas vidas e o nosso relacionamento a Deus.

Foi no Projeto Juventude para Jesus que nos conhecemos. Tivemos 6 meses de caminhada, quase 4 anos de namoro e hoje estamos com nosso casamento marcado para o dia 04 de novembro deste ano, à luz do Carisma Shalom.  Somos discípulos de segundo ano da Comunidade de Aliança, e juntos experimentamos um amor inteiro, indiviso, de um Pai que cuida e supera nossas metades, nossos pedaços. E na gratuidade de seu abaixamento, desejamos também, configurados ao belíssimo Esposo, amar um ao outro como Cristo nos ama, e nos entregar para a humanidade que sofre, testemunhando que a santidade dentro do namoro é possível, é feliz e é fecunda.

Layna Campos

Discípula da Comunidade de Aliança

Comunidade Católica Shalom


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *