Formação

Não é só viver a lei, é preciso dar vida a ela!

comshalom
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 20“Se a vossa justiça não for maior que a justiça dos mestres da Lei e dos fariseus, vós não entrareis no Reino dos Céus.
21Vós ouvistes o que foi dito aos antigos: ‘Não matarás! Quem matar será condenado pelo tribunal’. 22Eu,porém, vos digo: todo aquele que se encoleriza com seu irmão será réuem juízo; quem disser ao seu irmão: ‘Patife!’ será condenado pelotribunal; quem chamar o irmão de ‘tolo’ será condenado ao fogo doinferno.
23Portanto, quando tu estiveres levando a tua oferta para oaltar, e ali te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24deixa a tua oferta ali diante do altar, e vai primeiro reconciliar-te com o teu irmão. Só então vai apresentar a tua oferta.
25Procura reconciliar-te com teu adversário, enquantocaminha contigo para o tribunal. Senão o adversário te entregará aojuiz, o juiz te entregará ao oficial de justiça, e tu serás jogado naprisão. 26Em verdade eu te digo: dali não sairás, enquanto não pagares o último centavo”. (Mt 5,20-26)

A Palavra nos diz que devemos não só, não matar ninguém, mas sequer agredir ou xingar o outro. Também o autor sagrado não menciona se isto é somente em caso de culpa ou injustiça, deixando bem amplo. O Senhor Jesus deixa bem claro a restrição a respeito da ira cometida para com o próximo, e seguindo mais adiante na passagem explica sobre a questão de ter feito o mal ao seu próximo ser necessário o pedido de perdão, a reconciliação.

A Palavra já inicia indo muito mais profundo, pois se só cumprirmos isto poderíamos estar cumprindo somente a lei, a justiça, e é justo o que a fazem os fariseus, que segundo a palavra temos de ser melhores que estes, estes que eram conhecidos por cumprirem rigorosamente a lei exterior. Cumpriam a letra, mas o espírito da lei, o amor, era indiferente. Como pois, poderemos diante desta Palavra, não agredir o outro e irmos além da lei, vivermos o amor?

A verdade é que Deus nos ensina por todo o evangelho não só a não fazer o mal ao próximo, o ensino é bem abrangente, devemos buscar com todas as nossas forças, fazer-lhe o bem, amar, servir. Nós não podemos agredir, está certo, assim temos de no nosso dia a dia estarmos atentos se estamos fazendo atitudes que não são leais, injustas, agressivas, mesmo indiferentes para com o meu semelhante. Muitas vezes, as palavras, ou o não fazer um favor, uma gentileza, perder um pouco por alguém, pode ser uma maneira de não servir, não amar. No meu coração eu tenho que ter o entendimento que o meu próximo não é mau, que ele pode até me ter feito algo errado, ou que eu não goste, que ele precise até ser punido se for o caso, mas temos de ir além e amar, temos de ir além e em vez de me vingar, buscar ajudar, corrigir de uma maneira diferente.

Outrora, na história, tínhamos pessoas como inferiores a nós, em alguns regimes religiosos ou sociais se tem esta idéia ainda. Cristo nos diz que não temos estas diferenças, nós somos todos irmãos, e um só é nosso pai. Assim sendo, em tudo o que fazemos, estejamos atentos se eu estou exigindo mais direitos, se eu estou sendo privilegiado, se estou procurando o serviço,… e caso percebamos tais coisas, fugir disto, e lutar contra tal vício. Pelo contrário, devemos ter uma atitude bem diferente a esta, temos de ser maiores na caridade, no serviço.

Quer ver se você está cumprindo bem o evangelho? veja se diante de Deus, você na sua casa, na sua realidade, nos seus relacionamentos, é quem está mais amando, mais servindo,  mais sendo tolerante! E a partir do que você descobrir você vai ver se definindo se está vivendo o evangelho. Quem vive tais coisas, será dito mais adiante na palavra, é o maior no reino dos céus, será o maior para Deus. E sinceramente, é para Deus que nossa vida importa!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *