Sem Categoria

No Acamp’s eu me senti verdadeiramente amado

Conheça um pouco da experiência de Wemerson Marinho, 26 anos, no Acamp’s Recife.

comshalom

Eu sempre fui da Igreja, desde pequeno minha avó me levava. Na minha adolescência eu continuei participando, mas nesse período eu me sentia muito pecador por estar dentro da Igreja, então achei melhor me afastar, porque era como se o meu pecado estivesse estampado na minha cara. Eu me sentia julgado pelas pessoas, sentia que elas me olhavam de forma diferente. Eu nunca podia estar onde eu queria estar, então eu preferi me afastar, me senti melhor assim.

Eu já tinha vindo ao Shalom em 2013, só que naquela época eu achava que todos iriam me julgar. Desde o ano passado várias coisas aconteceram comigo e só foram coisas ruins, eu perdi meu emprego, fui assaltado, e no inicio de janeiro a minha mãe faleceu. A minha mãe era a única pessoa que me entendia. Depois disso eu fiquei me sentindo muito só, era como se eu não soubesse mais quem eu era, me sentia muito fraco, não conseguia viver direito, na verdade, eu só conseguia viver de aparências.

Na semana passada eu estava no Recife Antigo, foi lá que eu conheci o pessoal do Shalom novamente. Falaram comigo e, ao contrário de muitas pessoas, eles insistiram para que eu estivesse aqui no Acamp’s. No início eu não estava inteiro aqui, eu só vim, não sabia o porquê, eu não entendia.

Logo que eu cheguei muita coisa foi diferente e me chamou atenção. O pessoal falou assim: “Podem ir conhecer lugar”, mas minha sandália quebrou. Eu encontrei com o Mateus, discípulo da Comunidade, e ele me disse: “Se precisar de qualquer coisa, pode contar comigo”. Falei para ele: “Eu só queria um prego para colocar na minha sandália”, e ele disse: “Pode ficar com a minha sandália até quando precisar”. Eu não acreditei quando ouvi aquilo, pensei até que eu teria que pagar. Só fiquei pensando em devolver a sandália dele, e aquela atitude mexeu muito comigo.

Desde que entrei aqui no Acamp’s só consigo sentir essa proximidade, essa coisa que eu nunca tinha sentido antes lá fora, aqui foi diferente. Depois que eu saí da Igreja eu não queria mais nenhum terço, resolvi que não teria mais bíblia em casa, e aqui, no momento que eu estava na oração, abri meus olhos e vi o Tau na minha frente. Eu fiquei muito feliz porque na oração ele me falou várias coisas, desde o início até agora, e na efusão foi muito mais forte.

Eu nunca tive coragem de falar para as pessoas o que eu sinto, mas eu achei que era necessário porque talvez alguém precise ouvir. Eu não sei como posso ajudar, mas eu quero estar aqui, quero continuar aqui com vocês. Para mim, fazer o Acamp’s foi a maior experiência que eu pude ter na vida. Pela primeira vez eu pude, de fato, sentir o poder do Espírito Santo sobre mim, foi renovador. Eu pude me sentir preenchido novamente, foi ali que eu me senti verdadeiramente amado de novo.

 

Saiba mais sobre o Acamps Summer Festival 2019


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado.