Institucional

Shalom 34 anos: Moysés pede que Comunidade acolha, conserve e transmita o Carisma

comshalom
DSC_0580
Padre Silvio Scopel e Moysés Azevedo

No aniversário de 34 anos do Shalom, Moysés Azevedo, repete à Comunidade as palavras do arcebispo de Fortaleza à época da fundação  –  “nunca percam o fervor” – , e pede que acolha, conserve e transmita o Carisma

A Comunidade Shalom está em festa. O dia 9 de julho é o aniversário do carisma Shalom. Aos pés de São João Paulo II, há 34 anos, Moysés Azevedo ofertou sua vida em favor da evangelização dos jovens. E com grande alegria, toda a Comunidade Shalom de Fortaleza, reunida, celebrou a Eucaristia em ação de graças pela vocação Shalom. A celebração foi presidida pelo assistente local de Fortaleza, Pe. Silvio Scopel, com as presenças do fundador, Moysés Azevedo, e da cofundadora, Emmir Nogueira. Foi uma noite de muito louvor e gratidão, aos pés de Jesus Cristo, o Ressuscitado que passou pela Cruz.

Homilia

Pe. Silvio Scopel, como de costume, foi simples e profundo em sua homilia. Ele falou sobre a riqueza do Evangelho do Bom Samaritano, relacionando-o à vocação Shalom. Admirando-se, grato pela providência de Deus, percebeu que no dia da vocação, o Senhor, em Sua palavra, nos dava o texto que inspira a arte do Ano da Misericórdia. As palavras do sacerdote enfatizaram sua gratidão pela Providência de Deus:


“Como o nosso carisma está ligado à Misericórdia, vamos notando isso como uma eleição do próprio Deus.”


Duas expressões do texto evangélico foram, de forma especial, abordadas na homilia: “Vai e faze o mesmo” e “Quem é o próximo?”. Pe. Silvio enfatiza que o sentido delas é: “Não é perguntar quem é meu próximo, mas ‘eu’ me fazer o próximo”. A figura do Bom Samaritano é o desejo de Deus para nós, aquele que deu para o outro tudo o que tinha, aquele que “chora com os que choram, sofre com os que sofrem”. Eis o sentido da nossa vocação: “Ser o próximo que ‘chora com os que choram, sofre com os que sofrem’”, a fonte da nossa alegria.

Palavras do fundador

Grande graça para a Comunidade é ter o fundador presente, aprender junto a sua visível oferta de vida, acolher suas palavras e conselhos, que são voz de Deus para cada tempo. Moysés Azevedo, após a celebração, falou para a Comunidade reunida:

“Saiamos daqui com o nosso coração firmado e recordado, junto com a gratidão e com nosso compromisso de vivermos a nossa vocação. De vivermos bem a nossa vocação. Se eu puder deixar três palavras para nós guardarmos no nosso coração, nesses 34 anos, eu diria: a primeira – acolher –, acolher o carisma que Deus nos deu, acolher na nossa vida, nos deixar consolar por esse carisma, nos deixar transformar por esse carisma, nos deixar configurar a ele. E nós, hoje, renovemos a nossa disposição de acolher o dom, o carisma, a graça que nos foi dada. Segunda coisa – conservar. O carisma é um dom que nos foi dado, que no decorrer da história, ele vai se renovando e crescendo dentro de nós ou então corre-se o risco do nosso mundanismo abafar. E, por isso, é muito importante conservar dia após dia, desafio após desafio, graça após graça, não permitir em nenhum momento que o ardor inicial seja abafado por qualquer coisa. Recordemos o nosso início de fundação em que Dom Aloisio Loschaider dizia ‘Nunca perca o fervor.’. Isso significa conservar… E a terceira palavra – transmitir -, transmitir esse carisma, através de uma vida ofertada, através da dinâmica da missão, através do acolhimento dos novos. Ir ao encontros dos homens e mulheres que estão distantes de Deus e transmitir a graça que recebemos…”

Finalizando, Moysés, movido pelo Evangelho do dia, repetiu, com ênfase, a frase que nunca sai dos seus lábios:


“Dar de graça o que de graça recebemos”


 

Liana Mesquita


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *