Shalom

No carnaval o abraço do renascer

Foi abraçado por alguém que um dia também foi abraçado. Ali, sentiu o abraço de Pai. Um abraço que mudara sua vida.

comshalom

Não nego que ganhar um presente é um grande motivo de alegria, no entanto, sabemos que, no dia seguinte esta sensação não é mais a mesma. Uma festa nos faz contentes e quando acaba, com ela vai toda a alegria.  Mas o que realmente nos faria plenamente mais felizes que qualquer coisa? O que mais nos faria plenos, cheios de uma alegria eterna?

Foi quando a resposta chegou de mansinho, assim como a brisa leve chega com sua sabedoria, com simples palavras em um momento inesperado, na partilha de um jovem: – Em pleno carnaval um amigo meu sentiu a presença de Deus na força de um abraço. Para ele, Deus se apresentou no amor daquele gesto que, gerou nele uma alegria inexplicável!

O jovem foi abraçado no carnaval, em um carnaval diferente. Foi abraçado por alguém que um dia também foi abraçado. Ali, sentiu o abraço de Pai. Um abraço que mudara sua vida. O gesto mais sincero que o alcançara. No meio do povo, uma atitude real e cheia da felicidade. Envolto pela multidão, o seu renascer. Uma explosão de alegria que fazia seu coração livremente querer dançar. Deus estava ali, naquele carnaval. Acreditou que para Ele nada era impossível!

Como o rapaz necessitado de um abraço são muitos… Tantas pessoas próximas a nós estão hoje precisando e, até mesmo aguardando de nós um gesto assim, mais concreto e sincero de amor. Nada muito complicado, estudado ou preparado com muitas palavras e grandes teorias mas, algo simples como o abraço, um olhar, um amar por primeiro, doar sangue, ser atento as necessidades do outro, tudo isso sem alardes ou divulgação e promoção de si mesmo. O homem que abraçou o jovem nunca soube que seu gesto fez reviver o garoto.

Mais um carnaval se aproxima, em meio aos confetes e serpentinas, a fantasia das falsas e passageiras alegrias são evidentes. A data parece promover uma obrigatoriedade quase forçada de sair de si, e tomados pelo “boom” da euforia, muitos se tornam irreconhecíveis realizando coisas que, normalmente em um dia comum, seria impossível e inadmissível.

No entanto, neste carnaval também não é impossível acreditar de sã consciência que, posso fazer algo diferente por mim mesmo e pelos outros. Não é impossível para aquele que sempre gostou da folia, trocar a euforia pela verdadeira alegria. Não é impossível, largar as máscaras e descobrir a verdadeira face. A face d’Aquele que te espera para um forte abraço. Não é impossível crer que, para Deus nada é impossível, encontrar a alegria plena e, no carnaval…Renascer!


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *