Formação

Nossa Senhora de Candelária

comshalom

Pode-se dizer que a devoção a Nossa Senhora da Candelária , ou Nossa Senhora das Candeias, ou Nossa Senhora da Luz , tenha sua atual maneira de ser na união de duas origens,  uma baseada em uma lenda das Ilhas Tenerife (Canárias) e outra pela devoção popular .

Origem pela lenda: Conta-se que por volta de 1440 , dois pastores guardavam seus animais perto de uma caverna na ilha de Tenerife , nas Canárias , e observaram , certo dia , que o gado se recusava a entrar na caverna , apesar de seus esforços . Os pastores entraram então na gruta e descobriram a imagem de uma Senhora com o filho no colo .

Estranhando o ocorrido , foram relatar ao povo . Acudindo a população , inclusive o rei do país , ao local , observaram maravilhados a existência de numerosas candeias (velas) sustentadas por seres invisíveis que , com seus cânticos , ensinavam a maneira de render culto a Deus e a Virgem Maria .

Começaram os nativos a honrar Aquela que amavam sem conhecer , até que um cristão espanhol, casualmente , ali desembarcou nos fins do século XV e explicou-lhes o mistério .
Pouco depois , foram as ilhas conquistadas pelos castelhanos e , quando os Padres Jesuítas chegaram , não tiveram trabalho em converter aquele povo já tão devoto de Maria , a quem deram o título de Candelária , por causa das candeias que iluminavam a imagem .
Indaiatuba, Sábado, 31 de Janeiro de 109 . Bem vindo à nossa Paróquia.

No inicio do século XVII , Antônio Martins Palma , natural da Ilha de Tenerife , no arquipélago das Canárias , e sua mulher , navegando em direção às Índias Espanholas (América latina) , foram surpreendidos por terrível tempestade , que pôs em perigo o navio do qual ele era capitão , e a vida de todos os passageiros . recorreram , então , a Nossa Senhora da No inicio do século XVII , Antônio Martins Palma , natural da Ilha de Tenerife , no arquipélago das Canárias , e sua mulher , navegando em direção às Índias Espanholas (América latina) , foram surpreendidos por terrível tempestade , que pôs em perigo o navio do qual ele era capitão , e a vida de todos os passageiros . recorreram , então , a Nossa Senhora da Candelária , venerada em sua pátria , e prometeram perpetuar a memória de sua proteção edificando-lhe um templo na primeira terra onde aportassem sãos e salvos . Esta terra foi o Rio de Janeiro , e os quase náufragos , ao desembarcarem , deram graças a Deus e à Virgem Maria .

Origem pela Devoção Popular: Teve origem nos primórdios da era cristã para comemorar a purificação de Maria .Era preceito da lei mosaica que todo filho varão fosse apresentado no Templo , quarenta dias após seu nascimento. A mãe considerada impura após o parto , deveria ser purificada por uma cerimônia especial . Maria Santíssima , desejando submeter-se a esta determinação , apresentou-se com o Menino Jesus no Templo .

Esta festividade , nos primórdios do cristianismo , era denominada “das Candeias”, porque comemorava-se o trajeto de Maria até o Templo , com uma procissão , na qual os acompanhantes levavam na mão , velas acesas .

A procissão dos luzeiros é proveniente de antigo costume dos romanos , pelo qual o povo recordava antigos contos de deuses egípcios desta maneira. Estas tradições estavam tão arraigadas que continuaram mesmo entre os convertidos ao cristianismo . Os primeiros Padres da Igreja tentaram eliminá-la , mas não conseguiram, ao invés disto conseguiram mudar seu potencial devocional de algo mal para um bem . Como aquelas festas caíam sempre no dia 2 de fevereiro , data em que os cristãos comemoravam a Purificação de Maria , o Papa Gelásio (492 – 496) , resolveu instituir um solene cortejo noturno , em homenagem à Mãe Santíssima , convidando o povo a comparecer com círios e velas acesas e cantar hinos em louvor de Nossa Senhora.

Esta celebração propagou-se por toda a Igreja Romana e, em 542 , Justiniano I instituiu-a no Império do Oriente , após ter cessado uma peste que grassava na região .


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *