Shalom

O meu chamado é amar e anunciar o Amor de Deus e é isso que me faz ir até Madagascar

O Programa de Voluntariado pretende integrar o serviço voluntário a necessidade dos trabalhos de resgate da dignidade humana e de serviço aos mais pobres, através dos mais diversos projetos de promoção humana desenvolvidos pela Comunidade Católica Shalom.

comshalom

Meu nome é Jade Aparecida Silveira  dos Santos, tenho 24 anos, sou vocacionada da Comunidade Católica Shalom em Belo Horizonte e  faço parte do Ministério de Promoção Humana. Estarei participando do programa de voluntariado em Madagascar, na África, em março de 2018. Quando fiquei sabendo  do edital tive muita vontade de fazer a inscrição, mas por conta dos custos eu desanimei.  Toda vez que ouvia falar do voluntariado minha vontade só aumentava. Busquei de Deus, e confiei na providência Dele e enquanto fazia a inscrição não me lembrei dos desafios, dos custos, lembrei somente da  minha vontade de estar lá, em Madagascar. Sempre tive vontade de dar passos maiores, uma inquietação de fazer algo mais, de poder me doar mais. É isso que me faz ir até Madagascar, essa sede de ir além. É uma forma também de retribuir o amor que Deus me presenteou todos os dias, tudo que eu fizer ainda será pouco, mas como disse Madre Tereza de Calcutá:  “O que eu faço é uma gota no meio de um oceano, mas sem ela, o oceano será menor”.

O voluntariado veio no tempo certo, no tempo de Deus, é através dessa alegria Deus está me fazendo compreender o meu chamado. Sempre pedi a Deus que me mostrasse o caminho que Ele deseja para mim. Sabia que era algo a mais, mas o que seria  essa algo a mais? E Deus vem me ensinando que esse algo a mais é servir totalmente a Ele e aos meus irmãos. Venho compreendendo  o meu lugar no mundo, minha vocação que é servir meus irmãos que mora nas ruas,  enfermos, idosos,  Jovens e crianças, esse é meu chamado, o meu chamado é amar e anunciar o amor de Deus e  isso me faz feliz, é isso que me completa.

E  por meio da promoção Humana e dos trabalhos sociais  que faço, Deus me faz sair de mim, do meu comodismo, da minha preguiça, do meu cansaço e desânimo, das minhas pobrezas, e mesmo cheia de fraquezas Ele me escolhe. Sei que terei vários desafios em Madagascar, mas por Deus e com Deus conseguirei  superá-los.  A única certeza que tenho é que Levarei até meus  irmãos de Madagascar muito amor, alegria e simplicidade e o resto Deus fará. Só tenho que agradecer a Deus pelo seu amor, pelo seu cuidado, e tudo que eu fizer por Ele ainda será pouco.

Quando recebi a mensagem que eu tinha sido selecionada, fiquei  sem reação pois era uma vontade minha, mas não sabia que também era vontade Deus. Contei para minha mãe, ela ficou bem assustada, depois  fui pedindo para Deus que fizesse ela compreender a vontade Dele e tudo foi dando certo.

Minha mãe é o presente mais belo que Deus pôde me dar, apesar dos sustos que às vezes dou nela, por conta desse desejo de  fazer a vontade Deus, ela sempre me apoia e tem me ajudado muito na preparação da Viagem. Não estava  conseguindo comprar a passagem, até que Deus enviou dois anjos para me ajudar e após ter comprado cheguei  em  casa alegre pois tudo começou a dar certo. Minha mãe com olhos cheio de lágrimas vendo a minha alegria, falou: “Filha o dia que eu não estiver mais aqui, continue fazendo”. Essa frase vem me acompanhando, “continue fazendo”, não só em Belo Horizonte,  Madagascar, mas no mundo. Quando contei para meu pai, foi até engraçado pois ele resmungou:“hum”, como se fosse “sabia”, para ele foi mais tranquilo receber a notícia. Como falei no começo, sei que terei grandes desafios mas quando se tem Deus, e confiamos tudo Nele, Ele agi de uma forma inexplicável. Assim como Deus me atraiu e me chamou, quero que os meus  irmãos de Madagascar,  encontre o verdadeiro sentido de suas vidas, a verdadeira felicidade que é Jesus e  sei também que eles  têm muito a me ensinar.

 

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *