Formação

O Shalom nasceu em uma manjedoura

Com a encarnação do Verbo, a manjedoura passou a ter um novo significado.

comshalom

Em 1995, durante uma oração no encontro das autoridades da Comunidade Shalom, o Senhor deu uma profecia na qual falava da relação da Comunidade com a manjedoura, o local onde o Menino Jesus foi colocado ao nascer, em Belém. A moção foi  relembrada por João Patriolino, missionário da Comunidade de Vida em Moçambique. 

Eu sou o Shalom do Pai, eu nasci numa manjedoura. O Shalom nasceu numa manjedoura. Existem muitas manjedouras a serem preenchidas no mundo. Entrem nas manjedouras, ajudem-me a nascer em outras manjedouras.

O evangelista Lucas menciona a manjedoura por duas vezes ao falar sobre o nascimento de Jesus.  “Isto vos servirá de sinal: achareis um recém-nascido envolto em faixas e posto numa manjedoura […] “Foram com grande pressa e acharam Maria e José, e o menino deitado na manjedoura” (Lc 2, 12.16). 

A presença do Senhor ao se encarnar no meio de nós deu novo sentido às coisas. Foi assim com Belém, a menor das capitais de Judá que  recebeu o Messias. A Cruz também ganhou novo significado com Cristo, de maldição se tornou sinal de vitória; com a manjedoura não seria diferente, de mero recipiente para se colocar alimentos em um estábulo tornou-se o lugar onde fora deposto o Pão vivo descido dos céus, alimento para nossa alma. 

Na Missa deste dia 28 de dezembro, o Papa Francisco exortou que o nosso olhar deve se fixar na manjedoura de Belém. “Aquela manjedoura, pobre de tudo e rica de amor, ensina que o nutrimento da vida é deixar-se amar por Deus e pelos outros. Jesus nos dá o exemplo: Ele, o Verbo de Deus, é infante; não fala, mas oferece a vida. “Nós, ao invés, falamos muito, mas somos com frequência analfabetos de bondade”. 

O Santo Padre concluiu sua homilia fazendo alusão mais uma vez à manjedoura com a seguinte oração: “Sois Vós, Jesus, o Filho que me torna filho. Amais-me como sou, não como eu me sonho. Abraçando-Vos, Menino da manjedoura, reabraço a minha vida. Acolhendo-Vos, Pão de vida, também eu quero dar a minha vida. Vós que me salvais, ensinai-me a servir. Vós que não me deixais sozinho, ajudai-me a consolar os vossos irmãos, porque, a partir desta noite, são todos meus irmãos”. 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *