Sem Categoria

O transtorno de ansiedade me ensinou a amar e ser amiga de Deus

Como parar para ouvir a Deus quando em sua mente dispersa passam tantas situações, coisas, pessoas, lugares? Como rezar com a Palavra se não consigo absorver uma frase sequer? Como vou viver o hoje, agarrada a uma preocupação excessiva com o futuro?

comshalom

Manias, insônia, agitação, imaginação, criatividade, pensamentos acelerados… Quando se fala de ansiedade são inúmeros conceitos. A mente ansiosa segue seu próprio curso, como se tivesse vida própria. Você quer parar de se preocupar, mas você não consegue. Você quer parar de experimentar essa apreensão, mas acha impossível.

Convivo com o transtorno de ansiedade há muito tempo, mas há aproximadamente 1 ano começou a bagunçar toda a minha vida. Minha mente começou como que contaminada por alguns “vírus mentais”. Eram 24h de pensamentos, ideias, medos, atenção selecionada, distorção da realidade, preocupação excessiva. Taquicardia, exaustão, tonturas, náuseas, dores no corpo.

Em alguns momentos um ser parado em alta velocidade, outras vezes um corpo inteiro em um movimento, mas totalmente desligado do aqui e agora. Mas o que nem todos sabem é que a dificuldade na vida de oração é um desafio bem doloroso na vida de um ansioso. Como parar para ouvir a Deus quando em sua mente dispersa passam tantas situações, coisas, pessoas, lugares? Como rezar com a Palavra se não consigo absorver uma frase sequer? Como vou viver o hoje, agarrada a uma preocupação excessiva com o futuro?

Iniciei o tratamento com terapia, medicação, alimentação e depois de um tempo atividade física. Era tudo tão novo e dentro de mim “só” restou o desejo de amar a Deus e quando não conseguia mais fazer muitas coisas, descobri que Shalom é SER, não FAZER. A partir desse momento a culpa, a tristeza e o desânimo causado por muitas vezes não conseguir, foi dando lugar a criatividade na vida de oração, ao abandono e a alegria de amar a Deus também com minhas limitações e nas pequenas escolhas.

A indisposição, a falta de desejo foi se transformando em uma decisão diária e profunda da minha vontade nos momentos de motivação ou de indisposição. Passei a me colocar diante de Deus mesmo com coração inquieto e com a cabeça barulhenta e, rendida com toda a verdade do meu ser, com tudo que sou, com meus pecados, limites e desesperança, por pura graça, tudo se calava, tudo foi entrando em harmonia.

A agitação não existia mais. Tantas vozes que gritavam iam se perdendo. Silêncio! Só Ele e eu. Meu coração derramado no coração de Deus e um imenso desejo de uma vida nova. Afinal, como resistir ao Irresistível? Minha mente já não precisava mais dar mil voltas sem sair do lugar. Na medida que ia escolhendo estar com Deus, Ele mesmo assumia o controle e me conduzia a o melhor lugar: Sua vontade.

O transtorno de ansiedade me ensinou a amar e ser amiga de Deus. Ajudou-me a reconhecer-me pobre e dependente. Só assim hoje posso afirmar como é bom poder conhecer, pertencer e escolher a Presença Deus todos os dias de diferentes formas.

”  Sim Pai, não é fácil! Mas, eu desejo. Eu quero. Eu vou!   “

Natali Lira
Discípula da Comunidade de Aliança, Missão Recife.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  1. Tenho passado por momentos difíceis a ansiedade tem tomado conta do meu ser, tenho me agarrado as orações mas as vezes perco a força até de rezar.
    Eu quero ser forte por que Deus me ama e não quer me ver assim.

  2. Estou passando por um momento difícil.. Não tenho conseguido manter minhas orações.. A inquietação, os pensamentos totalmente desordenados e acelerados.. Penso o que não queria pensar, me preocupo com o que não devia.. Tento me acalmar, mas simplesmente parece que perdi o controle do meu pensamento.. Lendo seu testemunho com o coração aflito e em meio a uma crise.. Estou com o rosário na mão porém não consigo rezar..Quero me abandonar no amor de Cristo, quero sair dessa situação! Eu quero ser forte e eu creio que um dia me livrarei desse mal!

    1. Olá, Dalila, obrigada pelo seu relato! Iremos rezar por você, você vai conseguir, com a graça de Deus!

  3. Que maravilha o seu depoimento. Passo por isso. Crise de ansiedade. Também fico com o pensamento acelerado. Quero conectar a Deus e os pensamentos as vezes vão para outro lugar. Quero ter a mesma experiência de conexão assim como você. Seria a glória!!!