Institucional

Papa: dizer os pecados com nome e sobrenome

comshalom

ossrom138394_articolo

Deixemo-nos transformar por Jesus, deixando que nos liberte dos nossos pecados: foi o que disse o Papa celebrando a Missa na manhã de segunda-feira (05/12), na capela da Casa Santa Marta.

Em sua homilia, o Pontífice comentou a primeira leitura, que fala da renovação: O deserto florescerá, os cegos verão e os surdos ouvirão. Tudo será transformado para melhor, pois era isso que o povo de Israel esperava do Messias.

Ao falar do Evangelho do dia, Papa observou que Jesus curava e mostrava “um caminho de mudança para as pessoas e, por isso, elas o seguiam”. Não o seguiam porque estava na moda, mas porque a sua mensagem chegava ao coração. E depois, acrescentou, “o povo via que Jesus curava e o seguia também por isso”:

“Mas o que Jesus fazia não era somente uma mudança da feiura à beleza, do ruim ao bom: Jesus fez uma transformação. Não é um problema de fazer bonito, não é problema de maquiagem, de magia: transformou tudo a partir de dentro! Transformou com uma recriação: Deus tinha criado o mundo; o homem caiu no pecado; chega Jesus para recriar o mundo. E esta é a mensagem; a mensagem do Evangelho, que se vê claramente: antes de curar aquele homem, Jesus perdoa os seus pecados. Vai ali, à recriação, recria aquele homem de pecador a homem justo: o recria como justo. O faz de novo, totalmente novo. E isso escandaliza: isso escandaliza!”

Por isso, afirmou o Papa, os Doutores da Lei “começam a discutir, a murmurar” porque não podiam aceitar a sua autoridade. Jesus, disse, “é capaz de fazer de nós – pecadores – pessoas novas”. É algo – observou – que Madalena intuiu, ela que era saudável, mas tinha uma chaga dentro: era uma pecadora. Intuiu, portanto, que “aquele homem podia curar não o corpo, mas a chaga da alma. Podia recriá-la! E para isso precisa de tanta fé”.

Dizer os pecados “com nome e sobrenome”

O Papa afirmou: “Que o Senhor nos ajude a nos preparar para o Natal com grande fé”, porque precisa de muita fé “para a cura da alma, para a cura existencial, para a recriação que Jesus nos traz”. “Ser transformados – reiterou – é a graça da saúde que Jesus traz”. E precisa vencer a tentação de dizer “eu não consigo”, mas, ao invés, se deixar “transformar”, “recriar” por Jesus. Coragem é a palavra de Deus:

“Todos somos pecadores, mas olhe para a raiz do seu pecado e que o Senhor vá lá no fundo e a recrie; e aquela raiz amarga florescerá, florescerá com as obras de justiça; e você será um novo homem, uma nova mulher. Mas se nós ‘Sim, sim, tenho pecados; vou, me confesso… duas palavrinhas e depois continuo assim…’, não me deixo recriar pelo Senhor. Somente duas pinceladas de verniz e acreditamos que com isso encerro o caso! Não! Os meus pecados, com nome e sobrenome: eu fiz isso, isso, isso e me vergonho dentro do coração! E abro o coração: ‘Senhor, o único que tenho. Recria-me! Recria-me!’ E assim teremos a coragem de ir com fé verdadeira – como pedimos – em direção ao Natal”.

O Papa acrescentou que sempre “tentamos esconder a gravidade dos nossos pecados”. Por exemplo, quando não damos importância à inveja. Esta, ao invés, disse Francisco, “é algo terrível! É como o veneno da serpente” que tenta destruir o outro!”.

Deixemos que o Senhor cancele os nossos pecados

O Papa então encorajou a “ir a fundo nos nossos pecados e depois entregá-los ao Senhor, para que Ele os cancele e nos ajude a ir avante com fé”. E destacou este trecho, contando uma anedota de um Santo, “estudioso da Bíblia”, que tinha um caráter muito forte, com momentos de ira e que pedia perdão ao Senhor, fazendo muitas renúncias e penitências:

“O Santo, falando com o Senhor, dizia: ‘Está feliz, Senhor?’ – ‘Não!’ – ‘Mas dei tudo!’ – ‘Não, falta alguma coisa…’. E este pobre homem fazia outra penitência, outra oração, outra vigília: ‘Dei-lhe isto Senhor. Está bom assim?’ – ‘Não! Falta alguma coisa…’ – ‘Mas o que falta, Senhor?’ – ‘Faltam os seus pecados! Dê-me os seus pecados!’. Isso é o que o Senhor pede a nós hoje: ‘Coragem! Dê-me os seus pecados e eu farei de você um novo homem e uma nova mulher’. Que o Senhor nos dê fé para acreditar nisto”.

Fonte:Rádio Vaticano


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *