Mundo

Papa encontra Congresso Judaico Mundial

“Um cristão não pode ser anti-semita.” Foi o que reiterou o Papa Francisco na manhã desta segunda-feira ao receber em audiência, no Vaticano, uma delegação do “Congresso Judaico Mundial”, conduzida por Ronald S. Lauder.

No encontro – refere um comunicado da organização judaica –, se detiveram sobre a grave situação na Síria, reiterando o empenho comum pela paz. Ademais, foi renovada a condenação ao ataque contra as minorias religiosos, como está acontecendo aos cristãos coptas no Egito.

O presidente Lauder, acrescenta a nota, ressalta que o empenho do Papa Francisco em favor do diálogo não somente revigorou a Igreja Católica, mas deu também um novo impulso às relações entre judeus e cristãos.

A ocasião do foi a chegada do ano 5774 para os judeus do mundo inteiro. O Papa saudou Ronald S. Lauder com a felicitação judaica “Shana tova”, pedindo-lhe que a estendesse aos judeus do mundo inteiro.

O Congresso Judaico Mundial é uma organização internacional que representa as comunidades judaicas em cem países. Fundado em 1936, o organismo é particularmente comprometido com o diálogo inter-religioso, especialmente com a Igreja Católica.

Fonte: Rádio  Vaticano


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *