Igreja

Papa: Quem não vive a gratuidade fraterna, transforma a sua existência num comércio

Na encíclica “Fratelli tutti”, o Pontífice discorre sobre os desafios que a fraternidade nos coloca atualmente. Na relação entre irmãos e irmãs, há um elemento intrínseco: a gratuidade.

comshalom

Todos podemos dar sem esperar recompensa, fazer o bem sem pretender outro tanto da pessoa que ajudamos. É aquilo que Jesus dizia aos seus discípulos: «Recebestes de graça, dai de graça» (Mt 10, 8).

Esta é a mensagem do Papa Francisco proposta na sua conta oficial no Twitter. Extraída da encíclica “Fratelli tutti”, o trecho escolhido faz parte do capítulo IV, intitulado “Um coração aberto ao mundo”.

O Pontífice discorre sobre os desafios que a fraternidade nos coloca atualmente. Ele destaca que na relação entre irmãos e irmãs, há um elemento intrínseco: a gratuidade.

Francisco afirma que “existe a gratuidade: que é a capacidade de fazer algumas coisas, pelo simples fato de serem boas, sem olhar a êxitos nem esperar receber imediatamente algo em troca.”

Sobre o amor gratuito

O Papa ainda reforça que:

“Quem não vive a gratuidade fraterna, transforma a sua existência num comércio cheio de ansiedade: está sempre a medir aquilo que dá e o que recebe em troca. Em contrapartida, Deus dá de graça, chegando ao ponto de ajudar mesmo os que não são fiéis e «fazer com que o Sol se levante sobre os bons e os maus» (Mt 5, 45). Por isso, Jesus recomenda: «Quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua direita, a fim de que a tua esmola permaneça em segredo» (Mt 6, 3-4). Recebemos a vida de graça; não pagamos por ela. De igual modo, todos podemos dar sem esperar recompensa, fazer o bem sem pretender outro tanto da pessoa que ajudamos. É aquilo que Jesus dizia aos seus discípulos: «Recebestes de graça, dai de graça» (Mt 10, 8).”

Para ler a “Fratelli tutti” em português, clique AQUI.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *