Institucional

Papa recebe ofertório de família da Comunidade Shalom

comshalom

missa de ramos ofertori 4Uma grande graça

            Somos uma família missionária, brasileiros, membros da Comunidade Católica Shalom, fundada por Moysés Azevedo após, quando muito jovem, ofertar em 1980 a sua vida aos pés de São João Paulo II. Que grande alegria é para nós, depois de quase 35 anos deste gesto, podermos neste ofertório repeti-lo, renovando assim o nosso ‘dar-se’ por inteiro a Deus e à Sua Igreja.

Foi assim que começamos a carta que entregamos para o Santo Padre no dia 13 de abril de 2014, durante a celebração da missa do Domingo de Ramos na praça de São Pedro em Roma.

Já tínhamos tido uma grande graça no Pentecostes de 2013 quando o Papa pegou em seus braços a nossa filha mais nova, Giulia. Este tinha sido um momento de grande alegria e emoção. Nunca imaginaríamos o que Deus estava reservando para nós.   QG2A0047_1

Depois de tantos anos colaborando na evangelização do povo europeu, a Comunidade nos convida a retornarmos à nossa pátria e continuarmos a nossa vida missionária na cidade de Fortaleza. Acolhemos a Vontade de Deus com um misto de alegria e dor, com uma clara consciência de que Ele sabe o que é melhor para nós.

Sentimos a partir de então um grande desejo de vivermos esta nova etapa da nossa vida vocacional e missionária com uma forte experiência espiritual, com algo que fosse um sinal concreto da nossa oferta ao Senhor. O que veio em nosso coração foi ter algum encontro com o Papa Francisco, pensamos em levar a nossa filha mais velha, Clara, para ser entregue nas mãos dele no momento da audiência da quarta feira ou, quem sabe, conseguir algum ingresso para saudar o Papa ao final da audiência e por fim: por que não tentarmos ir com toda a família para uma missa matutina com o Papa em Santa Marta? Foi neste momento então que escrevemos uma carta ao secretário particular do Santo Padre. Dentro do coração crescia uma certeza forte de que isto daria certo, que Deus abriria as portas.

Todos os dias, verificávamos o correio na esperança de ter alguma resposta. Neste tempo, a Giulia ficou doente e chegou a ser hospitalizada. Quando ela ainda estava no hospital, chegou uma carta da casa pontifícia. Ao abrir a correspondência, a grande decepção: não seria possível participarmos da missa em Santa Marta, pois não tinham mais vagas.

            Os dias foram passando e, quando menos esperávamos, uma pessoa próxima a nós perguntou se estaríamos em Roma na época da missa de Ramos, pois tinha uma possibilidade de podermos participar do ofertório. Que grande graça! Deus sempre reserva o melhor para nós! Ele sempre renova a nossa esperança!

missa de ramos ofertori 2

Nunca pensamos que poderíamos reviver tantos anos em poucos passos, o caminho até o Papa Francisco foi uma verdadeira peregrinação, cada passo, cada instante, nos fazia retornar a muitos momentos de nossas vidas, da nossa história, do nosso caminho vocacional até chegarmos àquele momento tão profundo de oferta diante do Pastor da Igreja.

 

No momento do ofertório, as palavras do Papa foram simples, muito simples e humanas. Primeiro, antes mesmo de falarmos, ele se antecipou e falou em nossa língua com um grande sorriso nos lábios: ‘Bom dia!’ Falamos para ele que éramos uma família missionária da Comunidade Shalom e que depois de vivermos em missão na França e na Itália estávamos retornando ao nosso País. Agradecemos de todo o coração por sua vida e missão, e por fim, apresentamos as nossas filhas, dizendo que a Clara tinha feito um desenho para ele.

Prontamente o Santo Padre disse: ‘Obrigado!’ E depois repetiu: ‘grazie!’ Em seguida, ofertamos no altar do Senhor o pão, sinal de sacrifício, da oferta de vida, do abandono. Levamos em nosso coração tantos irmãos queridos, tantas vidas ofertadas, tantos projetos de evangelização, levamos toda a Comunidade conosco.    missa de ramos ofertori 5

            Como não se alegrar com o OBRIGADO que o Santo Padre nos disse. OBRIGADO pela carta escrita, OBRIGADO  pela vida ofertada, OBRIGADO… E de nossa parte também exaltamos ao Senhor neste OBRIGADO por nos ter escolhido e por querer se fazer precisar de nós vasos de argila, tão frágeis e pecadores.

 

 Pedro Júnior e Kaline 

Confira o vídeo:


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *