Formação

Pastoreio Shalom no Cântico dos Cânticos

O Amor Esponsal da divina pastora pelo seu Amado pode ser um feliz e autêntico ensinamento acerca do pastorear na Obra Shalom.

O livro Cântico dos Cânticos do Antigo Testamento evoca de forma muito direta o amor perdidamente apaixonado próprio dos esposos. Nos 8 capítulos, não é difícil contemplar o mistério desse amor que se expressa no Matrimônio ou mesmo no Celibato pelo Reino dos Céus. No entanto,  o Amor Esponsal da divina pastora pelo seu Amado pode ser um feliz e autêntico ensinamento acerca do pastorear na Obra Shalom.

Já no primeiro poema encontramos a via para ler o Pastoreio Shalom no Cântico dos Cânticos: “Avisa-me, amado de minha alma, onde apascentas, onde descansas o rebanho ao meio-dia, para que eu não vagueie perdida entre os rebanhos dos teus companheiros” (Can 1, 7). A esse pedido da jovem pastora, o Coro responde: “Se não o sabes, Ó mais bela das mulheres, segue o rastro das ovelhas, leva as cabras a pastar junto às tendas dos pastores” (Can 1, 8).

A pastora não quer outro rebanho a não ser aquele que seu Amado a confiou. O olhar dela está fixo naqueles que o Senhor lhe deu para amar, pois ela sabe que é amando suas ovelhas que poderá expressar seu amor pelo Amado. O conselho do Coro “segue o rastro das ovelhas” não é só para a divina pastora, mas para todos aqueles vivem tal ministério na vocação Shalom.

Onde estão as suas ovelhas?

“Levanta-te, minha amada, formosa minha vem a mim” (Can 2, 10). “Levantar-me-ei, rondarei pela cidade, pelas ruas, praças, procurando o amado da minha alma…” (Can 3, 2). Esses dois trechos conjugados podem ser para os pastores frutuosa formação, pois, de um lado, há o pedido do Amado para que sua amada venha ao seu encontro e, de outro, há a ação da amada que decidida e apaixonada sai em busca de encontrar seu Senhor.

Para os pastores, a sabedoria é a mesma. Faz parte do ministério levantar-se, ou seja sair de si mesmo, sair da zona de conforto, e partir ao encontro do Amado, indo em busca das ovelhas. Elas estão em muitos lugares. As ovelhas estão pela cidade, pelas ruas, pelas praças. Estão conectadas, estão sozinhas, estão acompanhadas. E o Amado está nelas. Por isso, o pastor que deseja unir-se mais e mais ao Amado, deve amar mais e mais as ovelhas. É a exigência de amor de sua missão.

De fato, o Pastoreio Shalom é caminho firme para viver o Amor Esponsal ao Amado. É pelo Senhor que no leito de noite o coração intercede por cada ovelha, ama. É pelo Senhor que, em meio às ligações da madrugada, levanta-se e vai ao encontro de quem o Amado tanto ama. O amor do Amado e o amor do pastor se encontram no cuidar, no escutar, no acompanhar, no interceder, no sofrer, no alegrar-se, no tudo fazer pelas ovelhas.

Para ler mais

O livro Cântico dos Cânticos é rico de significados. Em oração, deixe Deus revelar aquilo que Ele quiser. O entendimento apresentado aqui acerca do Pastoreio Shalom não se esgota nessas poucas linhas, mas vai além. Este texto é apenas um tentativa de expressar algo que é maior  do que tudo: o Amor de Deus pelos seus. Leia os capítulos do Cântico dos Cânticos e descubra mais sobre esse ponto da vocação Shalom.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *