Formação

Precisamos falar sobre evangelização nas redes sociais!

Gosto muito daquela frase de São Francisco de Assis: “Evangelize, sempre. Se necessário, use palavras”.

comshalom

Pense na revolução que poderíamos fazer se, utilizando as mídias digitais, pudéssemos testemunhar com as nossas vidas, com nossos bons exemplos, o Evangelho em nós. Seria uma revolução do amor. Mas ainda é tão difícil encontrar a dose certa, não é verdade?

Acompanhe aqui algumas dicas que podem ser úteis:

  1. Coerência

Da mesma forma como seus valores devem permanecer com você em qualquer lugar, com quaisquer tipos de pessoas que encontre, você não retira o cristianismo de você quando está fora da igreja. Os valores cristãos devem te acompanhar por onde andar. Você é centro de evangelização em todos os lugares por onde passa. Sendo assim, não deixa de ser um jovem católico no universo das mídias digitais.

  1. Equilíbrio

Se nós já sabemos que vivemos em um contexto de intolerância religiosa, e que nas redes sociais as pessoas tendem a ser até mais agressivas do que pessoalmente, precisamos evitar os excessos. Se você posta algo sobre religião várias vezes ao dia, seus amigos podem começar a te ver como um fanático religioso, e não é esse o objetivo da evangelização. Ao contrário, queremos que as pessoas se aproximem sem medo.

Se você tem uma imagem nas redes sociais que mostra que você consegue equilibrar as várias esferas da sua vida – trabalho, estudos, atividade física, vida social e espiritual, isso servirá de exemplo. Você continua sendo estudante, profissional, filho, continua tendo vínculos sociais, e você também é um jovem cristão. E se sua página pessoal na internet é capaz de demonstrar que você foi capaz de ordenar toda a sua vida, dando significado a cada área, seja familiar, seja na comunidade, aos poucos você se tornará referência.

  1. A sua imagem nas redes sociais

Ainda sobre coerência: tenha zelo pela sua imagem, com a maneira como você é percebido pelas pessoas. Por exemplo: se uma hora você dá um “chilique” nas redes sociais, se faz um comentário agressivo, ou se vai à praia ou a um clube e aparece seminu, exibindo o corpo, ou se aparece em uma balada bebendo todas, evidentemente será chamado de hipócrita, não é mesmo? Exemplo do que e para quem?Anote: Não poste em seu Facebook o que você não estamparia em um outdoor da sua cidade. É basicamente a mesma coisa.

Perceba, então, que evangelizar nas redes sociais talvez tenha muito mais a ver em tornar-se exemplo de equilíbrio, de serenidade, de temperança, deixando transparecer os frutos do Espírito Santo através do seu sorriso e da alegria que te transborda, do que ficar falando sobre sua religião.

Sua voz alcançará multidões se os comentários a seu respeito forem algo como “veja como essa pessoa está mais madura, como está mais feliz. Certamente encontrou algo muito valioso”. Porque você encontrou sim, já encontrou sua “pérola valiosa” e vale a pena anunciá-la.

O testemunho de vida tem muita força.

 *Marília Saveri e Monaliza Rocha

CONVITE:

Café & Razão, um bate papo sobre a Internet

A missão São Paulo realiza neste sábado (26/08/17), às 18h, um bate papo descontraído sobre o poder da Internet. Você é nosso convidado, venha tomar uma café conosco e continuar esse debate!

Endereço: Rua Diana, 353.

 

 

 


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *