Institucional

Procurei o amor em todos os becos do mundo

comshalom

…e finalmente O encontrei em um retiro espiritual. Esse é o relato da minha experiência durante Efusão do Espírito Santo

Giovana Freitas *

A viagem durou 30 centímetros. Distância entre meu cérebro e meu coração. Do entender para o sentir. Foi a maior aventura já vivida: uma viagem para dentro de mim mesma.

Já fazia alguns meses que eu dava alguns passos importantes, embora um tanto tímidos. Os momentos no grupo de oração, as pregações, as adorações, os momentos de partilha com os amigos, quando rezavam por mim… Tudo isso já proporcionava ouvir aquela Voz que gritava ao meu coração: Está na hora de viver o novo, dar um passo rumo à verdadeira liberdade, reconhecer a verdade. Você mesma, Giovana, que há tempos por livre escolha se afastou e se fez prisioneira. Volte para o Amor!”

Mas eu desconfiei. Seria possível alguém como eu, com a minha história, retornar ao Amor???

Só que Deus é amoroso, paciente e MISERICORDIOSO, sendo essa terceira característica de seu mistério a mais marcante para mim.

Diante de um esgotamento com as minhas próprias escolhas, FUI.  Aonde? A um retiro espiritual de jovens (“Respirar”), para ter uma experiência por meio da Efusão do Espírito (Seminário de Vida no Espírito Santo).  Fui. E voltei outra.

Começou assim: uma palavra lançada cravou direto em meu peito. “A medida da graça de Deus se condiciona a liberdade que você dá a Deus de agir em sua vida (…)”. Compreendi, naquele momento, que Deus me ama tanto que respeita o que tenho de mais precioso: minha liberdade. Mas o que era a liberdade? Qual a definição correta, para alguém escrava das próprias misérias?

Olhei para mim. Olhei para minha vida marcada por um jeito egoísta, autossuficiente, desconfiada de tudo e de todos. Eu precisava tanto desse novo RESPIRAR!

Clamei a Deus: “Mostra-me o que é mau e perverso em mim, quebra-me em quantos pedaços for preciso. Faz-me nova. Faz-me outra! E, principalmente, livre de mim mesma”.

Nessa ocasião, vários sentimentos e várias feridas antigas e mal cicatrizadas vieram à tona. Eu só chorava e não via Deus naquilo tudo. Só doía, não tinha alívio. Onde Ele estava? Meu coração berrava um grito silencioso que ensurdecia: “NÃO ESTÁ FUNCIONANDO”. Aproveitei o momento de Efusão no Espírito Santo para suplicar a Deus com meu coração todo quebrantado: “É este o momento para me mostrar que está comigo. Se não for agora não dá mais, não aguento mais, nada dá certo. Estou sufocada em mim mesma”.

Então, Ele me ouviu.

Não que isso fosse uma surpresa. Mas, poxa, Deus foi tão claro para que eu entendesse! Uma Palavra de cura proclamada ecoou em mim e calou todas as negativas e desconfianças, rasgou meu coração, quebrou o muro do ego.

Deus me ouvia, ELE ME OUVIA. Eu, miserável, infiel, alcançada por um amor misericordioso, paciente. Como o mais perfeito galã, conquistou-me. Quebrou o gelo e a desconfiança, colocou em coração de pedra um novo coração de carne! Era apenas SIM. Um sim que me fez e me faz livre todos os dias desde então.

Bem ali, onde eu só fui. Bem ali, no chão, como a pecadora caída aos pés do Mestre, senti-me amada.

Deus ouviu o suspiro da minha alma. Logo eu, que procurei o amor em tantos becos do mundo. Logo eu. Agora preenchida por um Amor perfeito e suficiente.

Essa é a Alegria que vem de Deus

Fonte: * Giovana Freitas é membro do grupo de oração Rahamim, da Comunidade Católica Shalom, missão São Paulo.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *