Institucional

“Que poderei retribuir ao Senhor Deus por todo bem que me fez?”

comshalom

ttConheci a Comunidade Católica Shalom no ano de 2000 quando os primeiros missionários chegaram em Campos. Isso foi motivo de grande alegria para toda a Igreja local. Era também novidade porque ainda não tínhamos recebido qualquer outra comunidade inserida na nova primavera da Igreja.

Assim que vi aqueles irmãos senti algo diferente dentro de mim, nunca tinha sentido uma alegria tão grande. Eu não sabia dizer nada a respeito daquele sentimento, só sabia que era uma coisa muito boa de sentir. Foi amor a primeira vista. Entendi que Deus já vinha preparando meu coração para receber aquele presente desde quando começou a me inquietar com algumas realidades que estava vivendo, onde Ele me pediu que eu me desfizesse de todos os meus planos e projetos. Eu estava descobrindo uma via nova, algo nunca visto e experimentado. Desde o primeiro momento com aqueles irmãos não tive mais dúvidas de que a vocação Shalom era também o meu lugar. Deus me deu a graça e me honrou com Sua providência me levando para participar do Acampamento de Jovens em Fortaleza e lá eu não conseguia me conter de tanta felicidade. Tive a oportunidade de tocar o carisma bem de perto, conheci o Moysés e algumas casas de missão, e ainda o discipulado de Pacajus.

Em 2001 fui aceita como postulante da Comunidade de Vida indo em missão para a cidade de Aparecida do Norte (SP). No ano seguinte fui morar como discípula em Quixadá (CE). E após um tempo de oração, escuta da vontade de Deus, entrei em discernimento e com a benção das minhas autoridades voltei para Campos em 2003.

Graças a Deus continuando o caminho. Ingressei no discipulado novamente, mas agora como Comunidade de Aliança. Passado mais um ano fiz a minha primeira consagração de vida a Deus e hoje já estou prestes a concretizar minhas promessas definitivas no carisma.

Faço das palavras do salmista as minhas. Diante de tudo isso não sei como retribuir ao Senhor tanto amor. Olhando para minha vida e história, contemplo um Deus que é todo amor, porque a vocação Shalom é todo amor que Ele poderia me dar. Nela eu encontrei Cristo, a vida, a paz, a verdadeira paz que nada nem ninguém poderia me dar. E é ai que desejo permanecer por toda minha vida, para sempre.  As palavras se tornam insuficientes diante da beleza e grandeza deste magnífico chamado “de e para a felicidade”. É algo novo, é algo maravilhoso e eu faço parte desde plano de Deus. É por este caminho que Deus me chama a segui-Lo e amá-Lo a cada dia buscando a santidade. Mesmo com minhas fraquezas e limitações eu desejo continuar e dizer: meu sim é para sempre, com Tua graça posso prosseguir! E como diz a canção: “Já não importa o que virá, se enraizado em mim está o Amor que me sacia inteiramente”.

Obrigada, Senhor, porque desde sempre Tu me escolheste, desde o ventre de minha mãe eu já trazia esta semente de paz dentro de mim. Bendito sejas Tu, Senhor, por não escolher os melhores, os mais belos, os fortes, mas os vasos de argila, para aí realizar Tua grandiosa obra. Todo louvor e toda glória são devidos a Ti.

Shalom pra sempre!

Jocineide Carvalho Pessanha


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *