Institucional

Regalia do Professor: aproximar do bem, do belo e do verdadeiro

No Dicionário da Língua portuguesa o termo regalia é definido como privilégio que certas pessoas têm em relação a outras. O Professor tem regalias? A resposta à interrogação é positiva. Sim, o Professor tem regalias! Existem sentimentos, compensações e sensações que são exclusividades de quem é Professor. Todas as profissões são importantes, no entanto, o Professor forma todos os outros profissionais. Não importa o tempo passado na escola: um dia, uma semana, um ano ou uma mais de uma década, a figura do Professor habita o imaginário de todos nós. Vamos recordar nossos Professores? Façamos uma pausa e busquemos na memória e no coração todos eles.

“A ‘profissão de professor’ é uma vocação que devemos encorajar”, afirma a Igreja Católica no Documento ‘Educar hoje e amanhã uma paixão que se renova’ (III, 1, f). O respeito ao Professor deve aumentar ao constatarmos, sem nenhuma dificuldade, que ao longo dos tempos, tem sido talvez o Professor, o profissional mais sacrificado pela falta de condições das escolas, pela ausência da família, pela indisciplina crescente promovida pelo modelo de sociedade cada vez mais relativista e permissiva, pela dupla e até tripla jornada de trabalho, pelos salários indignos, principalmente os que atuam na Educação Básica. Ainda que saibamos que alguns Professores possam não atuar dignamente, nossa reflexão deve se ancorar nos milhares de Professores, espalhados por todo país, que assumem com dignidade, empenho, amor e compromisso a árdua missão de educar, mesmo sem ter as condições dignas e necessárias. É sabido que muitos Professores enfrentam constantes desafios, das variadas naturezas, para cumprir sua missão.

 “Existem sentimentos, compensações e sensações que são exclusividades de quem é Professor”.

Papa Bento XVI, no discurso proferido em 2010, no Encontro com o mundo da Educação Católica, expressa o que podemos pensar como a maior regalia de ser Professor:

“Como sabeis a tarefa do professor não consiste unicamente em comunicar informações ou em oferecer uma preparação técnica em vista de proporcionar benefícios econômicos para a sociedade; a educação não é, nem deve ser considerada puramente utilitarista. Ela diz respeito, sobretudo, à formação da pessoa humana, à sua preparação para viver plenamente a própria vida”, disse Bento XVI. E ainda: “Em poucas palavras, refere-se à educação para a sabedoria. E a verdadeira sabedoria é inseparável do conhecimento do Criador, porque ‘nós estamos nas suas mãos, nós e as nossas palavras, toda a nossa inteligência e a nossa habilidade'”.

Por compreender que sua missão consiste na formação humana, o professor atua envolvido pela condição criadora, utilizando-se da criatividade, do dinamismo, da ação e de todas as suas potencialidades e habilidades em nome da formação do sujeito. Parece não importar os adjetivos a ele conferidos: educador, mediador, facilitador, estrategista, animador, arquiteto cognitivista, e tantos outros, pois o sentido próprio de sua existência se assenta em sua condição de Professor. Assim como não parece importar a natureza da sala de aula ou da escola, pois será sempre ele o elo entre as múltiplas possibilidades e recursos metodológicos, os sujeitos da aprendizagem e a construção do conhecimento, sem perder de vista à entrega ao sujeito que pretende educar. Sujeito este, que um dia, ao encontra-lo proclamará com alegria: Você foi meu Professor! Isso é regalia, não é?

Papa Francisco, tuitou no dia 03 de junho de 2014, um agradecimento aos professores: “Obrigado a todos os professores: educar é uma missão importante, que aproxima do bem, do belo e do verdadeiro”.

A12


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *