Formação

Reinado da justiça

comshalom

<!– /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:595.3pt 841.9pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:35.4pt; mso-footer-margin:35.4pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

Dom José Alberto Moura

<!– /* Font Definitions */ @font-face {font-family:Verdana; panose-1:2 11 6 4 3 5 4 4 2 4; mso-font-charset:0; mso-generic-font-family:swiss; mso-font-pitch:variable; mso-font-signature:536871559 0 0 0 415 0;} /* Style Definitions */ p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal {mso-style-parent:""; margin:0cm; margin-bottom:.0001pt; mso-pagination:widow-orphan; font-size:12.0pt; font-family:"Times New Roman"; mso-fareast-font-family:"Times New Roman";}@page Section1 {size:612.0pt 792.0pt; margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm; mso-header-margin:36.0pt; mso-footer-margin:36.0pt; mso-paper-source:0;}div.Section1 {page:Section1;}–>

Deus vai julgar-nos, após esta vida, tendo em conta o querealizamos aqui. As devoções religiosas, por melhores que sejam, sem incidênciana convivência harmoniosa e justa não são a base principal. Nosso mérito estábaseado no amor que tivermos no relacionamento com o semelhante. "Então orei dirá aos que estiverem à sua direita: ‘Vinde, benditos de meu Pai! Recebeicomo herança o reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! Pois euestava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber;eu era estrangeiro e me recebestes em casa; eu estava nu e me vestistes; euestava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar"(Mt 25, 34-36).

Celebramos a Festa de Cristo Rei neste domingo, concluindo oano litúrgico. O novo terá início, em seguida, com o Advento, preparando oNatal. Não é sem razão a comemoração. O próprio Jesus é o Filho de Deus, que dácomeço à nossa vida e é a finalidade da mesma. Ele veio implantar um Reinodiferente dos reinados humanos. Estes, aliás, muitas vezes são desumanos. Atéas eleições políticas sofrem, com freqüência, a sordidez da compra de votos, dadesonestidade, da falta de ética e da real procura do bem do povo. Governos eparlamentos humanos não raro se atêm a governar e legislar com interessesmesquinhos e faltando com a promoção do benefício de grande parte das pessoasempobrecidas.

O Reino de Cristo vem trazer a verdadeira justiça, baseadana misericórdia, na verdade e no amor. Misericórdia porque nenhum ser humanomerece, com o próprio esforço, algo próprio de Deus. Ele nos dá o queprecisamos e não o que merecemos. Somos muito pecadores, sem entender o realsignificado da vida que recebemos por generosidade do Criador e a grandezad’Ele, que nos ama, apesar de tudo. Amor porque Deus nos quer bem, mesmosabendo de nossa ingratidão. Somos chamados a também O amarmos, com a práticado amor ao semelhante.

Neste encaminhamento, só manifestamos o verdadeiro amorquando também somos misericordiosos, verdadeiros e amorosos, trabalhando porfazermos justiça de também promovermos o benefício para que o próximo seja tratadohumana e dignamente. Precisamos trabalhar muito para implantarmos a justiça eacontecer o Reino de Cristo em nós. Não bastam belas palavras e atos religiosos devocionais.Estes podem nos ajudar quando forem impulsionadores da ação conseqüente de convivênciana justiça e no amor.

Deixando haver o reinado de Cristo em nós, voltamo-nos àvida de abertura ao outro, vendo suas necessidades e colocando nosso potencialhumano e espiritual a serviço da comunidade. Tornamo-nos solidários com pessoasafinadas em buscar o justo e necessário ao bem de todos. Não aceitamos o malcomo bem. Opomo-nos a tudo o que degrada a pessoa humana, a família, adignidade da mulher, da criança, dos idosos e de todos os fragilizados pelainjustiça social, bem como práticas políticas indecorosas. Exigiremos a real"ficha limpa" de pessoas que pleiteiam e devem trabalhar pelo bemcomum.


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *