Institucional

Retiro de Semana Santa alcança recorde de público

DSC_0348Um público recorde lotou o Ginásio Paulo Sarasate para meditar sobre o mistério da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo.  O Retiro de Semana Santa e o espetáculo “A Paixão de Cristo” foram realizados da última quarta-feira, 23, ao último domingo, 27. Foram 22,5 mil fieis que participaram dos cinco dias de programação, superando o ano anterior, de acordo com a organização.

A programação contou com momentos de louvor, oração, pregações, adoração _DSC0579ao Santíssimo Sacramento, celebrações. As artes também estiveram presentes durante os cinco dias de eventos com o tradicional espetáculo “A Paixão de Cristo”  na quarta-feira e a Via-sacra artística e oracional na sexta-feira Santa.

O último dia da programação contou com uma pregação de Moysés Azevedo, fundador da Comunidade Católica Shalom. “Este é o dia  em que Cristo Ressuscitou. O mundo foi recriado. A força da Ressurreição de Cristo que está vivo recria nossa história”, destacou.

Para o responsável pela Comunidade Católica Shalom em Fortaleza, padre Sílvio Scopel, a avaliação do evento foi positiva. ” O Retiro de Semana Santa foi uma grande experiência de fé, um mergulho no amor de Deus por nós”, destacou.

_DSC0279Paixão de Cristo

Um público recorde acompanhou o espetáculo “A Paixão de Cristo”. Foram 8 mil pessoas que se emocionaram com os mistérios do grande amor de Cristo pela humanidade. A peça contou com 110 artistas entre atores, cantores e dançarinos. A Santa missa pela cura das gerações, celebrada pelo padre Antonio Furtado, abriu a programação na quarta-feira, 23.

Milza Gama, diretora do espetáculo, ressaltou que ” A Paixão  de Cristo” cumpriu seu papel como evento de Evangelização. “Foi um evento que procurou novas vertentes da dança e do canto ao vivo dentro de uma realidade do meio católico. Foi muito favorável, fez com que o espetáculo se tornasse mais vivo, tivesse abertura de dialogar com a plateia. Transformou o espetáculo em um momento vivencial e mágico onde cada pessoa que o experimentou teve uma experiência”, ressaltou.

Um dos pontos altos da programação da sexta-feira Santa foi a Via Sacra _DSC0697artística e oracional na qual revivemos o mistério da Paixão e Morte de Jesus Cristo. O momento foi conduzido por 30 artistas. O tema deste ano foi “Em Cristo somos mais que vencedores.” Cinco mil pessoas estiveram no ginásio, superando a sexta-feira Santa do ano passado.

Maria Neide de Oliveira, diretora artística da Via Sacra, explicou que é um momento para refletir o amor de Cristo vitorioso na cruz. “Mostramos Cristo glorioso que enfrenta os desafios. Sofre, mas vence.” O roteiro é do Secretário de Artes da Comunidade Católica Shalom, Wilde Fabio.

Wilde Fabio disse que a Via Sacra deste ano trouxe o tema da misericórdia em uma estética moderna com tecidos e figuração. A coroa real representa que Cristo já é vitorioso e rei.

Houve ainda pregação com o missionário da Comunidade, Carmadélio Souza, que teve como Tema: “Feliz a culpa que nos deu tão grande redentor.” Ele nos inseriu na espiritualidade deste dia em que nos unimos à Cruz de Cristo.

” A cruz é o ponto de encontro entre o homem e Deus. O pecado não é apenas a quebra de um padrão moral, o pecado é quando perco minha amizade. Todos nós somos iguais diante do mistério do pecado. Entendendo o mistério do pecado, entendemos o mistério da redenção. Da cruz, Jesus vai atrás do filho que se machucou”, destacou.

Formação do Tríduo Pascal

A quinta-feira santa no Retiro de Semana Santa trouxe o tema “Amou-os até o fim”. Conduzida por Padre Antônio Furtado, a pregação trouxe a reflexão sobre a eucaristia, fonte e ápice da vida cristã.

Na Santa Ceia, Jesus antecipa Sua Páscoa, ama constantemente seus discípulos. Institui por amor, a Eucaristia. A Eucaristia é um ato de profundo amor de Cristo por nós.

Em toda comunhão, o sacerdote motiva a assembleia a dizer e meditar “A Eucaristia é um ato de amor de Jesus por mim”, destacou padre Antônio . Ao instituir a Eucaristia, Jesus nos dá a garantia de Seu profundo amor.

O mistério do sábado Santo e a espera silenciosa pela Ressurreição de Cristo foi meditado pelo padre João Chagas, missionário da Comunidade Católica Shalom e responsável pela seção Jovem do Pontifício Conselho para os Leigos, na pregação do sábado, 26. Ele ressaltou que o tríduo pascal é um mistério que se dá na nossa própria vida porque o sacrifício de Cristo é para nos salvar.

Cristo morre e desce à mansão dos mortos antes da Ressurreição para nos mostrar que a salvação alcança todos os homens que viveram antes de Jesus e os que ainda existirão.  “Jesus desce à Mansão dos Mortos para libertar todos os justos que o tinham precedido – Davi, Moisés, Abraão- todos os homens e mulheres justos que o tinham precedido. Jesus desce à Mansão dos Mortos para anunciar a salvação.”

Fotos: Rogério Lima


Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião da Comunidade Shalom. É proibido inserir comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem os direitos dos outros. Os editores podem retirar sem aviso prévio os comentários que não cumprirem os critérios estabelecidos neste aviso ou que estejam fora do tema.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *